15:05 27 Setembro 2020
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    194
    Nos siga no

    O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse durante uma coletiva de imprensa que acredita que a Arábia Saudita gostaria de aderir ao acordo de paz entre Israel e os Emirados Árabes Unidos.

    O líder norte-americano respondeu positivamente quando questionado sobre o assunto, e acrescentou que, caso outros países do Oriente Médio queiram participar do acordo de paz, ele acredita que o Irã também integraria o compromisso.

    Na semana passada, Trump anunciou que os EUA intermediaram um acordo de paz entre Israel e os Emirados Árabes Unidos para normalizar totalmente as relações entre os países e estabelecer relações diplomáticas entre as nações. Como contrapartida, Israel deve suspender os planos de anexação da Cisjordânia. O compromisso foi firmado ainda em 13 de agosto.

    Presidente dos EUA, Donald Trump, ao lado do primeiro-ministro israelense Benjamin Netanyahu após a assinatura do documento que reconhece a soberania de Israel sobre as Colinas de Golã
    © AP Photo / Manuel Balce Ceneta
    Presidente dos EUA, Donald Trump, ao lado do primeiro-ministro israelense Benjamin Netanyahu após a assinatura do documento que reconhece a soberania de Israel sobre as Colinas de Golã

    Para Israel, o acordo com os Emirados Árabes Unidos é o terceiro acordo de paz com seus vizinhos regionais após a conclusão de acordos com Egito e Jordânia em 1979 e 1994, respectivamente. Abu Dhabi classificou o acordo como uma conquista diplomática histórica que abrirá novos horizontes para a paz e estabilidade na região.

    Mais cedo, o ministro das Relações Exteriores da Arábia Saudita, Faisal bin Farhan, durante encontro com o chanceler alemão, Heiko Maas, afirmou que classifica o acordo como algo positivo, mas ressaltou o apoio de Riad à Palestina, afirmando que os sauditas só assinarão um acordo semelhante caso Israel chegue a um entendimento com os palestinos.

    Anteriormente o acordo foi saudado oficialmente por Egito, Omã e Bahrein. Já as autoridades da Palestina consideraram o acordo entre Israel e os Emirados Árabes uma traição. O Irã também tomou posição contrária ao acordo, defendendo os palestinos.

    Mais:

    Trump: Israel e Emirados Árabes Unidos fecham acordo de paz
    Acordo entre Israel e Emirados é 'punhalada pelas costas', denuncia Teerã
    Tanques de Israel atingem alvos do Hamas em Gaza, dizem as FDI
    Riad diz que acordo entre Israel e Emirados Árabes é 'positivo', mas defende Estado palestino
    Tags:
    Bahrein, Omã, Estados Unidos, Arábia Saudita, Palestina, Israel, Emirados Árabes Unidos, Donald Trump
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar