23:37 30 Setembro 2020
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    131
    Nos siga no

    A ministra da Defesa da França, Florence Parley, anunciou nesta sexta-feira (14) que o presidente francês Emmanuel Macron visitará novamente o Líbano em setembro. 

    Parley, que está em Beirute e teve agenda com o presidente libanês Michel Aoun, afirmou que espera que o governo local "seja formado rapidamente para prosseguir com as reformas que a comunidade internacional considere necessárias".

    Após a explosão que atingiu o porto de Beirute e causou mais de uma centena de mortos e milhares de feridos, uma série de protestos populares foram desencadeados. O primeiro-ministro libanês Hassan Diab renunciou ao cargo.

    A ministra da Defesa da França também anunciou que o presidente francês, Emmanuel Macron, visitará novamente o Líbano no primeiro dia de setembro para "acompanhar os contatos que ele iniciou com oficiais libaneses e líderes e para ver o desenvolvimento do processo de reparação de danos em áreas devastadas".

    A primeira visita de Macron ao Líbano, uma ex-colônia francesa, ocorreu no dia 6 de agosto. Ele visitou o local da explosão e outras áreas devastadas pelo incidente. Macron também se reuniu com altos executivos do país e representantes da sociedade civil para discutir a "crise política, moral, econômica e financeira" do país. 

    Mais:

    Missão brasileira com ajuda humanitária embarca para Líbano (VÍDEO)
    Explosão em Beirute: presidente do Líbano diz que prejuízo pode chegar a US$ 15 bilhões
    Atores externos não devem politizar questão da ajuda ao Líbano, diz chancelaria russa
    França envia 750 militares ao Líbano para apoiar limpeza de Beirute
    Missão humanitária brasileira com Temer chega ao Líbano
    Tags:
    Emmanuel Macron, França, Líbano
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar