11:55 30 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    0 13
    Nos siga no

    A França enviou 750 soldados ao Líbano para apoiar a remoção de entulhos após a explosão no porto de Beirute, declarou a Ministra da Defesa da França, Florence Parley, em uma reunião com o presidente do Líbano Michel Aoun.

    Parley "informou que seu país prestou muita ajuda e está pronto para fazer ainda mais, incluindo o envio de máquinas para trabalho de entulho, ajuda alimentar e avaliação de danos. Cerca de 750 soldados franceses, chegando hoje, participarão de todas as missões ", escreveu o serviço de imprensa presidencial.

    Anteriormente, o presidente francês, Emmanuel Macron, visitou o Líbano, onde se reuniu com seu homólogo libanês, líderes de vários partidos importantes e parlamentares.

    Pelo menos 171 pessoas morreram, mais de 6 mil ficaram feridas e cerca de 300 mil ficaram desabrigadas após 2.750 toneladas de nitrato de amônio, armazenadas indevidamente desde 2014 no porto de Beirute, explodirem em 4 de agosto.

    O incidente desencadeou uma espiral de protestos violentos contra o governo na capital libanesa e levou à renúncia do primeiro-ministro.

    Mais:

    Missão brasileira com ajuda humanitária embarca para Líbano (VÍDEO)
    Explosão em Beirute: presidente do Líbano diz que prejuízo pode chegar a US$ 15 bilhões
    Atores externos não devem politizar questão da ajuda ao Líbano, diz chancelaria russa
    Missão humanitária brasileira com Temer chega ao Líbano
    Tags:
    Beirute, explosão, Emmanuel Macron, França, Líbano
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar