05:03 30 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    Coronavírus no mundo em meados de agosto (58)
    3192
    Nos siga no

    Nesta terça-feira (11), o ministro da Saúde de Israel, Yuli Edelstein, disse que pretende abrir negociações com a Rússia para a obtenção da vacina contra a COVID-19, caso ela se mostra eficaz.

    No início do dia, o Ministério da Saúde da Rússia registrou a primeira vacina contra o novo coronavírus do mundo. O projeto foi desenvolvido em conjunto pelo Instituto de Pesquisa Gamaleya e o Ministério da Defesa da Rússia.

    "Se tivermos certeza de que este é um produto confiável, tentaremos entrar em negociações", disse o ministro durante sua visita a uma fábrica de máscaras de proteção em Sderot, quando solicitado a comentar o assunto.

    Na semana passada, o ministro da Defesa israelense, Benny Gantz, disse que os testes clínicos de uma vacina contra COVID-19 em humanos começariam após o feriado judaico de outubro.

    Exame antes da alta de voluntários que participaram de testes da vacina russa contra a COVID-19 no Hospital Militar Burdenko, na Rússia
    © Sputnik / Serviço de imprensa do Ministério da Defesa da Rússia
    Exame antes da alta de voluntários que participaram de testes da vacina russa contra a COVID-19 no Hospital Militar Burdenko, na Rússia

    Na manhã desta terça-feira (11), o presidente da Rússia, Vladimir Putin, anunciou o registro da vacina contra a COVID-19. Apesar de críticas sobre a comprovação da eficácia da vacina, Putin destacou que o fármaco garante uma imunidade estável contra a COVID-19 e que "passou em todos os testes necessários".

    A vacina, batizada de Sputnik V, foi desenvolvida em conjunto pelo Centro Nacional de Pesquisa de Epidemiologia e Microbiologia Gamaleya e pelo Ministério da Defesa russo. Os testes clínicos tiveram início na Universidade Sechenov, em Moscou, ainda em junho. A segurança da vacina foi confirmada em 38 voluntários, sendo que todos que testaram a vacina desenvolveram imunidade ao vírus.

    Tema:
    Coronavírus no mundo em meados de agosto (58)

    Mais:

    Editorial proibido: vacina Sputnik como salvadora da parceria global
    Rússia e Paraná vão fechar acordo para testes e produção de vacina contra COVID-19 no Brasil
    Presidente russo Vladimir Putin anuncia registro de 1ª vacina contra COVID-19
    Tags:
    Rússia, COVID-19, Israel, Benjamin Netanyahu
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar