19:38 06 Agosto 2020
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    162429
    Nos siga no

    O primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, emitiu alertas para três países vizinhos afirmando que não vai permitir ameaças contra os cidadãos israelenses.

    O alerta do premiê aponta que o Irã não terá permissão de estabelecer uma base militar na fronteira norte de Israel e ainda acrescentou que o Líbano e a Síria serão responsabilizados por quaisquer ataques que venham de seus territórios em meio às tensões na região.

    "Não permitiremos que o Irã estabeleça uma base militar em nossa fronteira do norte. O Líbano e a Síria são responsáveis ​​por qualquer ataque que venha de seus territórios contra Israel [...]. Não podemos prejudicar nossa segurança, não podemos permitir que ameacem nossos cidadãos [...]. As Forças de Defesa de Israel estão prontas para responder a qualquer ameaça", disse Netanyahu durante o encontro semanal de seu gabinete.
    Soldado e tanques israelenses perto da fronteira com a Síria
    © AP Photo / Ariel Schalit
    Soldado e tanques israelenses perto da fronteira com a Síria

    No início da semana, a mídia israelense informou que tropas adicionais foram transferidas para as regiões do norte do país depois que circularam informações sobre a morte de um combatente do Hezbollah libanês como resultado de um ataque da Força Aérea israelense no sul de Damasco, na segunda-feira (20). O exército israelense se recusou a comentar informações da Sputnik de que as defesas aéreas da Síria repeliram um ataque israelense nos céus de sua capital.

    Na tarde da sexta-feira (24), na fronteira entre Israel e Síria, explosões danificaram um prédio e um carro do lado israelense. Em resposta, helicópteros israelenses dispararam contra alvos do exército sírio no sul da Síria.

    Mais:

    Parlamento belga pede sanções da UE contra Israel se Cisjordânia for anexada
    Em Israel, manifestantes vão às ruas pedindo a renúncia de Netanyahu
    Helicópteros de Israel atacam alvos no sul da Síria, dizem FDI
    Tags:
    Benjamin Netanyahu, Israel, Líbano, Síria, Irã
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar