01:29 26 Fevereiro 2021
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    118
    Nos siga no

    Militantes islâmicos mataram pelo menos 20 soldados, 40 civis e feriram centenas em dois ataques no estado de Borno, no nordeste da Nigéria, neste sábado (13).

    Os ataques, em Monguno e Nganzai, ocorreram apenas alguns dias depois de um outro ataque que matou pelo menos 69 pessoas na vila de Gubio, informou Reuters.

    Dois funcionários de organizações humanitárias e três moradores disseram à Reuters que militantes armados com armas pesadas, incluindo lançadores de foguetes, chegaram a Monguno, um centro para organizações não-governamentais internacionais, matando pelo menos 20 soldados e permanecendo na área por três horas.

    As fontes revelaram que centenas de civis ficaram feridos no fogo cruzado com as forças de segurança locais.

    Os militantes também queimaram o centro humanitário das Nações Unidas na área e incendiaram a delegacia local. Os combatentes distribuíram cartas aos residentes, ameaçando aqueles que trabalham para as forças militares, bem como para o contingente internacional.

    O grupo terrorista Boko Haram e suas filiais mataram milhares e forçaram o deslocamento de milhões de pessoas no nordeste da Nigéria. A organização reivindicou os dois ataques de sábado e o ataque de Gubio.

    Mais:

    Especialista explica por que o Super Tucano é o avião ideal para combater o Boko Haram
    Conheça a 'rainha' que lidera a caça a jihadistas do Boko Haram na Nigéria
    Tags:
    terrorismo, Nigéria, Boko Haram
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar