14:46 28 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    3202
    Nos siga no

    Um comboio do Exército dos EUA, escoltado pelas Forças Democráticas da Síria (FDS), foi atacado por um destacamento armado na província de Deir ez-Zor, no nordeste da Síria, informou a SANA.

    Segundo a agência estatal síria, o ataque ocorreu perto do assentamento sírio de Rwaished, tendo desconhecidos utilizado armas automáticas e granadas e ferido três militares americanos e cinco soldados das forças sírias.

    O Pentágono refutou categoricamente essa informação.

    "As notícias de que três soldados americanos e cinco soldados das FDS foram feridos em um ataque a um comboio em Deir ez-Zor, em 26 de maio de 2020, são incorretas. Não houve nenhum ataque", disse o porta-voz do Pentágono, Sean Robertson.

    Anteriormente, mídias sírias noticiaram a transferência de militares americanos do Iraque para a Síria, entregando equipamentos adicionais às suas bases na província síria de Al-Hasakah.

    Comboio dos EUA na cidade de Raqqa, Síria
    © Sputnik / Mikhail Voskresensky
    Comboio dos EUA na cidade de Raqqa, Síria

    Nos últimos dois meses surgiram regularmente relatos de ataques de unidades desconhecidas contra as tropas americanas (instaladas sem base jurídica) nas províncias sírias de Al-Hasakah e Deir ez-Zor - região onde se encontram grandes campos de petróleo e gás.

    O conflito armado na Síria começou em 2011. As operações contra militantes prosseguem em algumas áreas. As autoridades sírias têm afirmado repetidamente que a presença de um contingente dos Estados Unidos no país viola a soberania do Estado e todas as regras internacionais.

    Mais:

    Forças sírias teriam interceptado comboio militar dos EUA no nordeste do país (VÍDEO)
    EUA serão 'expulsos' do Iraque e da Síria, diz líder supremo do Irã
    Síria apreende estoque de armas dos terroristas incluindo vários mísseis antitanque dos EUA (FOTOS)
    Tags:
    comboio, ataque, Forças Democráticas Sírias (SDF), Deir ez-Zor, Exército dos EUA, Síria
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar