03:45 03 Junho 2020
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    Avanço da pandemia de COVID-19 em meados de maio (112)
    2111
    Nos siga no

    EUA devem suspender as sanções unilaterais impostas à Síria para que o país possa proteger a saúde de seus cidadãos, disse o ministro da Saúde do país árabe, Nizar Yazigi, durante a 73ª sessão da Assembléia Mundial da Saúde, em Genebra.

    Segundo o ministro, "as sanções econômicas, unilaterais e injustas, minaram a capacidade de fornecer muitos serviços básicos, particularmente no setor da saúde".

    "Mais uma vez, pedimos que essas medidas sejam levantadas para garantir a saúde e a segurança de nossos cidadãos", afirmou Yazigi, citado pela Reuters.

    No dia 7 de maio, o presidente dos EUA, Donald Trump, enviou uma carta ao Congresso na qual anunciou que renovaria as sanções contra a Síria, em função da guerra naquele país.

    No final de março, o presidente da Assembleia Geral da ONU, nigeriano Tijjani Muhammad-Bande, pediu o levantamento das sanções unilaterais impostas aos países em desenvolvimento mais vulneráveis ​​à pandemia.

    Além disso, o secretário-geral da ONU, António Guterres, exortou os líderes do G20 a abolir as sanções que impedem o fornecimento de alimentos, equipamentos médicos e itens essenciais para que os países possam combater a COVID-19.

    Tema:
    Avanço da pandemia de COVID-19 em meados de maio (112)

    Mais:

    Mais de 10 países apoiam suspensão das sanções contra Rússia em meio à pandemia de COVID-19
    'Imoral': China reage a projeto de senadores dos EUA que pregam sanções pela COVID-19
    EUA advertem comércio marítimo contra ajuda a Coreia do Norte, Irã e Síria a escapar das sanções
    Tags:
    sanções, COVID-19, EUA, Síria
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar