15:07 25 Novembro 2020
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    72939
    Nos siga no

    Segundo a agência Reuters, 2 autoridades norte-americanas confirmaram que ataques de retaliação dos Estados Unidos estão em andamento no Iraque.

    Os ataques ocorrem após uma incursão na quarta-feira (11) contra a base militar de Camp Taji, também no Iraque, que matou pelo menos três militares e feriu outros 12. Os mortos e feridos faziam parte da coalizão liderada pelos EUA no país.

    Segundo as autoridades que falaram de forma anônima à Reuters, a resposta dos EUA seria "proporcional" ao ataque da quarta-feira. Os ataques estão ocorrendo na Babilônia, localizada a sudoeste de Bagdá, informou a Al-Arabiya.

    O Kataib Hezbollah (grupo terrorista proibido na Rússia) foi comandado por Abu Mahdi al-Muhandis, morto junto ao general iraniano Qassem Soleimani, em um ataque aéreo dos EUA em 3 de janeiro em Bagdá. Em fevereiro, o Departamento de Estado dos EUA designou Ahmad al-Hamidawi, o novo líder do Kataib Hezbollah, como terrorista global.

    O ataque à base militar de Camp Taji na quarta-feira ocorreu após os EUA anunciarem que moveriam seus sistemas de defesa antiaérea e de mísseis para o Iraque, a fim de se defender contra ameaças de mísseis balísticos e drones. Esse movimento ocorreu dois meses depois que a base aérea de Ain Al-Asad, no oeste do Iraque, foi atingida por 16 mísseis iranianos.

    Mais:

    Ataque com foguetes contra coalizão liderada pelos EUA no Iraque causa 3 mortes
    Trump teria autorizado assassinato de general iraniano Soleimani há 7 meses, revela mídia
    Base dos EUA no Iraque é alvo de ataque com foguetes
    Tags:
    EUA, Estados Unidos, Iraque
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar