08:36 05 Abril 2020
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    10517
    Nos siga no

    As Forças Armadas da Turquia afirmaram ter matado 21 militares sírios em represália pela morte de um efetivo do Exército turco nesta quinta-feira.

    De acordo com o Ministério da Defesa Nacional, dois militares turcos foram eliminados em ataques das forças sírias nos últimos dois dias. A baixa registrada nesta quinta-feira ocorreu antes da assinatura do acordo com a Rússia sobre um regime de cessar-fogo em Idlib. 

    ​Além das 21 mortes entre homens do Exército Sírio, os militares turcos disseram ter destruído dois lançadores de foguetes e outas duas peças de artilharia das Forças Armadas da Síria. 

    Mais cedo, o presidente russo, Vladimir Putin, anunciou ter chegado a um acordo com o chefe de Estado turco, Recep Tayyip Erdogan, para o estabelecimento de uma nova trégua no noroeste da Síria, na região de Idlib. O regime de cessar-fogo entrou em vigor na primeira hora desta sexta-feira, horário local. Até o momento, não há relatos de violações.

    Mais:

    Pentágono: EUA não darão suporte aéreo à Turquia na Síria
    Defesa antiaérea da Síria repele ataque de mísseis israelenses em Quneitra
    Putin recebe Erdogan em Moscou e declara que 'ninguém sabia o paradeiro' das tropas turcas na Síria
    Tags:
    Recep Tayyip Erdogan, Vladimir Putin, militares, exército, trégua, cessar-fogo, confronto, mortes, ataque, Turquia, Síria, Idlib
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar