08:30 05 Abril 2020
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    231647
    Nos siga no

    O Centro Russo de Reconciliação para a Síria afirmou que as forças russas em operação no país não estão mais em condições de garantir a segurança dos aviões turcos em Idlib após o fechamento do espaço aéreo da região pelo governo sírio.

    Mais cedo, as Forças Armadas da Síria informaram que iriam tratar qualquer aeronave estrangeira que sobrevoasse o noroeste do país, principalmente a região de Idlib, como um alvo hostil.

    "Sob essas circunstâncias, o comando militar russo não pode garantir a segurança dos voos turcos sobre a Síria", destacou o chefe do Centro Russo de Reconciliação, Oleg Zhuravlev, em declarações à imprensa. 

    ​De acordo com a mídia estatal síria, ao menos dois aviões pertencentes às forças sírias foram abatidos pela Turquia sobre Idlib neste domingo. No entanto, o ataque não deixou vítimas, já que os pilotos conseguiram ejetar a tempo.

    Em resposta, a defesa antiaérea síria abriu fogo contra drones turcos perto da cidade de Hama, ao sul de Idlib. Mas, até o momento, não é possível afirmar se algum desses veículos aéreos não tripulados teria sido atingido.

    Mais:

    Síria acusa EUA de venderem petróleo sírio através da Turquia
    Países Árabes estão dando as costas para a Turquia na Síria?
    Ministra da Defesa da Alemanha cobra pressão de EUA e UE contra guerra na Síria
    Tags:
    voos, ataque, drones, Centro Russo de Reconciliação, Hama, Idlib, Turquia, Rússia, Síria
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar