01:30 02 Dezembro 2020
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    5204
    Nos siga no

    A decisão de Ancara de abrir suas fronteiras para a passagem de migrantes para a União Europeia resultou em um fluxo maciço de refugiados, anunciou ministro turco.

    O ministro do Interior turco, Suleyman Soylu, informou que 76.358 imigrantes atravessaram as fronteiras do país com a UE.

    Anteriormente, o número anunciado de refugiados que cruzaram a fronteira da Turquia para a Europa era de 47.113 desde 29 de fevereiro.

    No sábado (29), a presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, comunicou que a UE estava "seguindo de perto e com preocupação" o fluxo de migrantes da Turquia para a Grécia e Bulgária.

    "A nossa principal prioridade nesta fase é garantir que a Grécia e a Bulgária tenham o nosso total apoio. Estamos prontos para fornecer apoio adicional, incluindo através da Frontex [Agência Europeia da Guarda de Fronteiras e Costeira] na fronteira terrestre", tweetou Von der Leyen.

    Refugiados à Europa

    Centenas de migrantes da Síria, Paquistão, Irã e Iraque foram vistos se deslocando em direção às fronteiras da Turquia com a Bulgária e a Grécia pouco depois do anúncio de Ancara de que não impediria mais a chegada de migrantes e refugiados à Europa, por terra e por mar.

    Sírios deslocados de suas casas chegam a campo de refugiados próximo da fronteira turca na província de Aleppo
    © AFP 2020 / Rami Al Sayed
    Sírios deslocados de suas casas chegam a campo de refugiados próximo da fronteira turca na província de Aleppo

    O presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, anunciou no dia 28 de fevereiro a abertura da fronteira turca na cidade de Edirne, que faz fronteira com a Grécia, quebrando assim o acordo de Ancara com Bruxelas sobre os migrantes que tentam chegar à Europa. Esta medida foi uma resposta à morte de 33 soldados turcos na Síria.

    Mais:

    Erdogan diz que abriu fronteiras com a UE aos refugiados sírios
    Trump discute com Erdogan possível aquisição de mísseis Patriot pela Turquia
    Turquia ataca Exército sírio após a morte de 33 soldados turcos em Idlib
    Tags:
    Suleyman Soylu, Grécia, refugiados, fronteiras, União Europeia, Turquia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar