04:51 31 Março 2020
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    245
    Nos siga no

    O Governo iraniano anunciou que seis pessoas já morreram no país por coronavírus, o que obrigou as autoridades a encerrar escolas, universidades e centros culturais nas províncias afetadas, na tentativa de conter o surto.

    O governador da província de Markazi, Ali Aghazadeh informou no sábado (22) que os testes de um paciente que faleceu recentemente na cidade de Arak, (capital da província de Markazi), foram positivos para o vírus.

    De acordo com o governador, a mesma pessoa sofria de um problema cardíaco, informa a agência iraniana IRNA.

    Até agora no país já foram confirmados 28 casos de infecção, no entanto não é claro se a sexta morte foi um desses casos. Aparentemente, todas as vítimas mortais são cidadãos iranianos. A república islâmica já conta com o maior número de mortes confirmadas do que em qualquer outro país, exceto a China.

    Desde o seu surgimento em dezembro do ano passado, o novo coronavírus já vitimou 2.346 pessoas na China e mais de uma dúzia de pessoas em outros países.

    Oficialmente conhecida como COVID-19, a doença viral emergiu no Irã na quarta-feira (19) assim que as autoridades confirmaram a morte de duas pessoas idosas na cidade de Qom, a 156 km a sudoeste de Teerã.

    O Ministério da Saúde informou que a maioria dos casos confirmados são "residentes da cidade de Qom ou têm um histórico de idas e vindas de Qom para outras cidades", avança Al-Jazeera.

    O vice-ministro chinês da Ciência e Tecnologia, Xu Nanping, disse que a primeira vacina contra o coronavírus seria submetida a testes clínicos no final de abril.

    A Organização Mundial da Saúde (OMS), declarou uma emergência de saúde global em função do surto de coronavírus.

    Mais:

    Iranianos mortos pelo coronavírus não tiveram contato com chineses
    Infectados com coronavírus assintomáticos poderiam transmitir doença, revela estudo
    Itália confirma 66 casos de coronavírus, com 62 registrados nos últimos 2 dias
    Tags:
    infecção, vírus, doença, Irã, Oriente Médio
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar