09:08 30 Novembro 2020
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    6738
    Nos siga no

    A Turquia não está satisfeita com os resultados de suas negociações com a Rússia para resolver a crise em Idlib, na Síria, afirmou nesta terça-feira o porta-voz do presidente Recep Tayyip Erdogan, na segunda rodada das negociações em Moscou.

    "Não chegamos aos resultados das negociações com os quais ficaríamos satisfeitos. Não aceitamos o mapa [com fronteiras da zona de desescalada] proposto pela Rússia. Não pretendemos [receber] petróleo ou apreender territórios. Só queremos proteger os civis e garantir a estabilidade regional", disse Ibrahim Kalin a repórteres.

    "Os fluxos de refugiados estão gradualmente pressionando a Turquia [...] Continuaremos enviando nossos veículos militares e blindados para Idlib para proteger os moradores da região", acrescentou.

    Ele prosseguiu afirmando que a Turquia não deseja que suas relações com a Rússia se deteriorem devido às diferenças em Idlib, mas apontou a necessidade de evitar supostos ataques do Exército sírio.

    Como a Turquia afirmou recentemente que sofreu mortes após os ataques do Exército sírio aos postos de observação em Idlib, Kalin prometeu que seu país faria esforços para fortalecer os postos de observação através do envio de mais tropas.

    Kalin também comentou que a Turquia não buscou a intervenção da OTAN no conflito em Idlib.

    Mais:

    Turquia transfere equipamento bélico aos militantes em Idlib, afirma fonte militar
    Erdogan exige retirada imediata das forças sírias de Idlib
    Turquia envia comboio de tanques e canhões autopropulsados a Idlib
    Tags:
    OTAN, refugiados, guerra, relações bilaterais, diplomacia, Ibrahim Kalin, Recep Tayyip Erdogan, Síria, Rússia, Idlib, Turquia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar