20:45 23 Fevereiro 2020
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    9835
    Nos siga no

    O cruzador de mísseis USS Normandy da Marinha dos EUA interceptou um grande carregamento de armas, supostamente fabricadas pelo Irã, ao abordar pequena uma embarcação conhecida como "dhow", no mar Arábico.

    O Comando Central da Marinha dos EUA divulgou que a operação ocorreu quando o navio norte-americano estava realizando patrulhamento de segurança marítima na área de operações correspondente e de acordo com o direito internacional.

    Entre as armas confiscadas a bordo do "dhow" há 150 mísseis antitanque Dehlavieh, 3 mísseis terra-ar, visores térmicos, componentes para veículos aéreos e de superfície não tripulados, bem como outras munições e peças de armas avançadas.

    ​USS Normandy apreende armas de fabricação iraniana escondidas no mar Arábico. 

    No momento, todo o armamento está sob custódia dos EUA aguardando por disposições finais.

    "A avaliação do material será um esforço interinstitucional e internacional", observaram os militares norte-americanos, ressaltando que "as nações e organizações internacionais associadas" foram convidadas a inspecioná-lo.

    • Mísseis apreendidos pela Marinha dos EUA no mar Arábico
      Mísseis apreendidos pela Marinha dos EUA no mar Arábico
      © Foto / Comando Central dos EUA
    • Mísseis apreendidos pela Marinha dos EUA no mar Arábico
      Mísseis apreendidos pela Marinha dos EUA no mar Arábico
      © Foto / Comando Central dos EUA
    1 / 2
    © Foto / Comando Central dos EUA
    Mísseis apreendidos pela Marinha dos EUA no mar Arábico

    O Comando Central da Marinha dos EUA também assegurou que "muitos destes sistemas de armas são idênticos às armas avançadas e componentes de armas apreendidas pelo destróier de mísseis USS Forrest Sherman no mar Arábico no dia 25 de novembro de 2019".

    Naquela ocasião, os militares norte-americanos determinaram que as armas eram de origem iraniana e que estariam sendo transportadas para os houthis no Iêmen, "violando a resolução do Conselho de Segurança da ONU, que proíbe o fornecimento, venda ou transferência direta ou indireta de armas aos houthis".

    Mais:

    Soleimani podia ter matado generais dos EUA, mas escolheu a paz, afirma líder do Irã
    Irã apresenta novo míssil balístico de curto alcance (VÍDEO)
    Irã afirma que será forçado a rever sua participação no TNP caso Ocidente mantenha pressão
    Tags:
    Irã, equipamentos militares, armas, mísseis, Marinha dos EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar