03:17 30 Novembro 2020
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    7419
    Nos siga no

    Sistemas de mísseis turcos estão sendo transferidos para os postos de observação na província síria de idlib, informa a agência de notícias turca Anadolu.

    Um comboio composto por 15 caminhões carregados com lançadores múltiplos de foguetes de diferentes unidades militares da Turquia já chegou à cidade turca de Reyhanli, na província de Hatay, perto da fronteira com a província síria de idlib, relata a agência.

    O equipamento foi transferido para a fronteira em meio a medidas de segurança reforçadas.

    Além do equipamento militar, Ancara enviou também um contingente de forças especiais para Idlib, adianta a agência de notícias turca. 

    De acordo com as fontes da agência, os veículos blindados de transporte com tropas das forças especiais que passaram pela cidade de Reyhanli teriam sido enviados para a província síria de Idlib.

    Ontem (12) de fevereiro, de acordo com a informação providenciada pelo Ministério de Defesa da Turquia, foram "neutralizados" mais 55 membros do Exército sírio na zona de Idlib.

    "Segundo as últimas informações de várias fontes na região de Idlib, hoje (12) foram neutralizados 55 elementos do regime [sírio]", apontou a entidade militar em um comunicado de imprensa.

    O Ministério da Defesa da Rússia informou que a situação em Idlib, na Síria, tem escalado devido ao fato de os militantes receberem armamentos na fronteira com a Turquia.

    Anteriormente, o presidente turco Recep Tayyip Erdogan, ameaçou atacar as forças governamentais da Síria, mesmo fora da zona de desmilitarizada de Idlib, se elas realizarem ações ofensivas.

    "Estamos determinados a expulsar as forças do regime [exército governamental sírio] para fora dos postos de observação turcos até o fim de fevereiro, para isso vamos fazer tudo o que seja necessário tanto no ar como em terra", afirmou o presidente.

    Idlib tem sido um reduto de grupos armados extremistas e antigovernamentais desde o início da guerra civil síria, em 2011.

    Mais:

    Exército turco perdeu 14 militares e 45 foram feridos em ataques de forças sírias, diz Erdogan
    Ministro da Defesa de Israel adverte Irã: 'Vocês não têm nada para buscar na Síria'
    Tags:
    Recep Tayyip Erdogan, Idlib, zona de desescalada, Síria, complexo de mísseis, Turquia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar