14:53 18 Janeiro 2021
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    9421
    Nos siga no

    Um porta-voz militar da República Islâmica acusa Washington de esconder a verdade sobre as baixas causadas pelos recentes ataques iranianos a bases com militares norte-americanos instalados no Iraque.

    Vale relembrar que, em 8 de janeiro, em retaliação ao assassinato do general Qassem Soleimani, os iranianos lançaram dezenas de mísseis balísticos de curto alcance contra a base aérea de Ain Al-Assad, no oeste do Iraque, e contra uma instalação americana na região norte do Curdistão iraquiano, onde também estavam instalados soldados norte-americanos.

    O porta-voz da Guarda Revolucionária do Irã, Ramazan Sharif, assegurou que as autoridades americanas estão ocultando a verdade sobre o número de mortes provocadas pelos ataques de 8 de janeiro às bases que abrigavam tropas americanas, que, segundo a mídia iraniana informou no dia dos ataques, teriam totalizado 80 mortos.

    "A palavra falecido virou traumatismo cranioencefálico nas publicações americanas", ironizou Sharif, observando que Washington não conseguiria esconder a verdade sobre os danos realmente infligidos na base de Ain Al-Asad.

    O presidente norte-americano Donald Trump afirmara inicialmente que o ataque iraniano não havia provocado quaisquer baixas ou ferimentos nas tropas americanas e que as bases tinham sofrido "apenas danos mínimos".

    Contudo, duas semanas depois, o porta-voz do Departamento de Defesa dos EUA, Jonathan Hoffman, reconheceria que "um total de 34 pessoas tinham sido diagnosticadas com traumatismo cranioencefálico" em resultado do ataque.

    Em 10 de fevereiro, o Pentágono retificou esta informação, aumentando o número de feridos para 109.

    Mais:

    Líder supremo do Irã: planos do inimigo contra Teerã estão condenados ao fracasso
    Irã apresenta novo míssil balístico de curto alcance (VÍDEO)
    Soleimani podia ter matado generais dos EUA, mas escolheu a paz, afirma líder do Irã
    Tags:
    bases militares, mísseis, Oriente Médio, ataque aéreo, Iraque, EUA, Irã
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar