15:10 04 Dezembro 2020
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    8212
    Nos siga no

    O Irã repeliu um ataque cibernético de grande escala, cujo objetivo era obstruir a rede de Internet do país. Teerã enfrenta agora uma "segunda onda" de ataques, informou o vice-ministro iraniano das Tecnologias de Informação e Comunicação, Hamid Fatakhi.

    O vice-ministro iraniano das Tecnologias de Informação e Comunicação do Irã informou que o país repeliu ataque cibernético contra a estrutura de telecomunicação do país, informou o canal local IRINN:

    "Hackers mercenários realizaram o maior ataque contra a infraestrutura do Irã em sua história", escreveu Fatakhi no Twitter.

    Neste domingo (9), o canal informou que o ataque teria sido muito bem organizado e atingido escala sem precedentes.

    "Esses ataques continuam, e a segunda onda já começou. Esperamos conseguir combatê-la com sucesso", disse Fatahi.

    Neste sábado (8), as autoridades iranianas informaram que, no dia anterior, o país sofrera um ataque cibernético, que causou a queda do serviço de algumas operadoras de Internet por cerca de uma hora. O ataque foi repelido com sucesso.

    O Irã é alvo deste tipo de ataques regularmente. A última vez que as autoridades relataram um incidente similar foi em dezembro de 2019. O ministro das Tecnologias de Informação e Comunicação, Mohammad Jawad Azari Jahromi, informou que o Irã já neutralizou milhões de ataques cibernéticos. Por outro lado, outros países também denunciam periodicamente a ocorrência de ataques por parte de "hackers iranianos".

    Mais:

    Irã torna-se capaz de produzir transportadores de satélite de 3ª geração
    Irã anuncia data de envio do satélite Zafar ao espaço
    Líder supremo do Irã: planos do inimigo contra Teerã estão condenados ao fracasso
    Tags:
    Telecomunicações, ataques cibernéticos, ciberataque, Irã
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar