22:35 10 Julho 2020
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    1121
    Nos siga no

    A polícia militar russa continuou nesta sexta-feira (7) a patrulhar o lado sírio da fronteira com a Turquia, disse o chefe do Centro de Reconciliação Síria do Ministério da Defesa da Rússia.

    "As unidades da polícia militar russa continuaram as patrulhas", disse o general Yuri Borenkov a repórteres em uma entrevista diária.

    Borenkov acrescentou que aviões de combate russos realizaram missões de patrulha no aeroporto de Qamishli, na região nordeste da Síria. Nenhum incidente ocorreu durante as patrulhas realizadas.

    Rússia e Turquia assinaram um memorando na cidade russa de Sochi, em outubro de 2019, após conversas entre seus presidentes, Vladimir Putin e Recep Tayyip Erdogan, respectivamente.

    O acordo fechado entre os países, que são fiadores so cessar-fogo na Síria ao lado do Irã, estipula condições para uma retirada pacífica da milícia curda na região.

    Ancara considera a milícia curda um grupo terrorista e chegou a iniciar uma operação militar para retirar o grupo da região próxima de sua fronteira. Com a acordo firmado com a Rússia, a milícia permanecerá a uma distância de 30 quilômetros da fronteira com a Turquia e patrulhas regulares são mantidas na região.

    Mais:

    Rússia afirma que não permitirá que Turquia e Síria entrem em confronto
    Rússia e Turquia chegam a acordo sobre cessar-fogo na cidade síria de Idlib
    Turquia pede que Rússia pressione Síria por fim de ações militares em Idlib, diz diplomata
    Tags:
    Centro de Reconciliação Síria do Ministério da Defesa da Rússia, Recep Tayyip Erdogan, Vladimir Putin, Turquia, Síria, Ministério da Defesa da Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar