15:06 15 Agosto 2020
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    407
    Nos siga no

    A Turquia espera que a Rússia aplique pressão sobre o governo sírio para interromper as operações militares na província contestada de Idlib, disse o ministro das Relações Exteriores da Turquia após um incidente mortal em que tropas turcas foram mortas.

    Uma delegação russa visitará Ancara em breve para discutir o desenvolvimento conflituoso no noroeste da Síria, o último bastião das forças antigovernamentais, declarou o ministro das Relações Exteriores Mevlut Cavusoglu nesta quinta-feira.

    Se necessário, haverá uma reunião pessoal entre o presidente turco Recep Tayyip Erdogan e o presidente russo Vladimir Putin, acrescentou o diplomata.

    Na quarta-feira, Erdogan exigiu que Damasco retirasse suas forças dos postos turcos em Idlib até o final do mês, ameaçando usar a força de outra maneira.

    Exército sírio na província de Idlib
    © Sputnik / Ilia Pitalev
    Exército sírio na província de Idlib

    O ultimato ocorre após um incidente no qual várias tropas turcas foram mortas na área depois que um comboio foi atacado por artilharia síria. Moscou explicou que o confronto ocorreu devido ao fracasso do lado turco em alertar sobre o movimento de suas tropas.

    Cavusoglu comentou que a Turquia e a Rússia discutirão maneiras de resolver a situação e, finalmente, garantirão um cessar-fogo duradouro. Antes, o ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov, afirmou que Ancara falhou em separar a "oposição armada" dos terroristas em Idlib.

    Moscou culpou as forças terroristas, que não têm intenção de trabalhar em prol da paz, pela violência continuada no noroeste da Síria, dizendo que Damasco não tem escolha a não ser combater os militantes que realizam ataques a Idlib.

    Mais:

    Turquia diz que 'responderá com força' se Síria colocar em risco seus postos de observação em Idlib
    Erdogan: caças turcos F-16 bombardeiam Idlib
    Capacetes Brancos estariam 'preparando ataque químico de falsa bandeira' em Idlib
    Tags:
    rebeldes sírios, oposição síria, conflito sírio, guerra síria, crise síria, relações bilaterais, diplomacia, Sergei Lavrov, Mevlut Cavusoglu, Rússia, Turquia, Idlib, Síria
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar