06:39 23 Fevereiro 2020
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    545
    Nos siga no

    Em meio à aproximação diplomática entre Tel Aviv e Riad, Israel aprova visita de seus cidadãos ao reino da Arábia Saudita pela primeira vez, ainda que sob algumas condições.

    Israel anunciou neste domingo (26) que permitirá visitas de seus cidadãos à Arábia Saudita. As categorias de viajantes liberados para conhecer a monarquia islâmica incluem homens de negócios que queiram investir em Riad.

    O anúncio foi feito pelo ministro do Interior de Israel, Aryeh Deri, após consultas com os órgãos israelenses de segurança. De acordo com Deri, israelenses serão autorizados a visitar a Arábia Saudita por motivos religiosos ou para visitas de negócios, com duração máxima de nove dias.

    Os visitantes israelenses precisariam apresentar carta convite e obter permissão das autoridades sauditas para realizar a viagem, informou o ministério, conforme reportou a Reuters.

    Israel assinou acordo de paz com apenas dois países árabes, Egito e Jordânia. No entanto, recentemente, Tel Aviv optou por se aproximar diplomaticamente de alguns países da região, no contexto de sua política de contenção do Irã.

    Peregrinos na Grande Mesquita de Meca (foto de arquivo)
    © Sputnik / Mikhail Voskresensky
    Peregrinos na Grande Mesquita de Meca (foto de arquivo)

    O primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, tenta capitalizar em interesses compartilhados por Riad e Tel Aviv, como investimentos, tecnologia e relações com Teerã, para diminuir o isolamento de Israel na região.

    Cidadãos israelenses viajam ao reino já há alguns anos, mas sempre utilizando passaportes estrangeiros ou com permissão especial do governo saudita. Na maioria dos casos, são israelenses muçulmanos interessados em realizar a peregrinação Haje, que tem como ponto de destino Meca – sagrada para muçulmanos.

    Há alguns meses, a Arábia Saudita lançou regime de facilitação de vistos de turistas para visitantes de 49 países, em uma tentativa de diversificar a economia do país, altamente dependente das rendas do petróleo. No entanto, Israel não foi incluído na lista de países.

    Riad, capital da Arábia Saudita
    © CC BY-SA 4.0 / B.alotaby
    Riad, capital da Arábia Saudita

    Por outro lado, em 2018, a Arábia Saudita abriu seu espaço aéreo para voos comerciais com destino a Israel. A primeira companhia aérea a utilizar a nova rota foi a Air India, em seu voo de Nova Deli a Tel Aviv. No entanto, a companhia aérea israelense El Al ainda não foi autorizada a utilizar o espaço aéreo saudita.

    Apesar da aproximação, a Arábia Saudita, assim como os demais membros da Liga Árabe, não reconhece o Estado de Israel.

    Mais:

    Putin e Netanyahu inauguram monumento em homenagem aos heróis de Leningrado em Jerusalém (VÍDEO)
    Comandante iraniano: Tel Aviv e 35 alvos dos EUA no Oriente Médio estão ao alcance do Irã
    VÍDEO mostra Israel testando sistema antiaéreo Cúpula de Ferro modernizado
    Tags:
    Hajj, Meca, Israel, Arábia Saudita
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar