19:40 28 Fevereiro 2020
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    9373
    Nos siga no

    Deputado iraniano Ahmad Hamzeh diz ao parlamento que armas nucleares protegeriam o Irã, tendo ainda oferecido US$ 3 milhões pela morte do presidente Trump.

    Enquanto o Irã nega intenções de desenvolver armas nucleares, o deputado Ahmad Hamzeh disse hoje (21), em reunião no Parlamento do Irã, que seu país estaria protegido de ameaças se tivesse armas nucleares.

    Além disso, o parlamentar ofereceu uma recompensa a quem assassinar o presidente americano Donald Trump.

    "Para o bem do povo da província de Kerman, iremos pagar uma recompensa de US$ 3 milhões [cerca de R$ 12 milhões] em dinheiro a quem matar Trump", afirmou o deputado, em fala publicada pela agência ISNA.

    É válido ressaltar que Kerman é o local onde nasceu o general Qassem Soleimani, assassinado durante uma operação militar americana no último dia 3.

    Contudo, Ahmad Hamzeh não informou se a proposta foi aprovada pelas autoridades religiosas do país.

    Tensões

    Ultimamente os EUA e o Irã têm registrado significativa piora de suas relações.

    Em dezembro passado, a embaixada americana em Bagdá foi alvo de um ataque perpetrado por manifestantes, enquanto Washington categorizou a ação como sendo inspirada pelo Irã.

    Também a morte de Soleimani, seguida por um ataque de mísseis do Irã contra bases usadas pelos EUA no Iraque, levaram ao agravamento das tensões no Oriente Médio.

    Mais:

    Irã reconhece que atingiu avião ucraniano com 2 mísseis Tor-M1
    Chanceler do Irã insta Índia a desafiar sanções dos EUA e retomar compra do petróleo
    Irã não quer guerra e derramamento de sangue, garante ministro do Paquistão
    Tags:
    EUA, Irã, tensões, deputado, Parlamento do Irã, armas nucleares, programa nuclear iraniano
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar