01:33 26 Maio 2020
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    327
    Nos siga no

    O presidente do Curdistão iraquiano, Nechirvan Barzani, deverá encontrar o presidente dos EUA, Donald Trump, o secretário-geral da ONU, António Guterres, e outras autoridades durante o próximo Fórum Econômico Mundial.

    O 50º Fórum Econômico Mundial Anual está programado para ser realizado na cidade alpina de Davos, na Suíça, de 21 a 24 de janeiro, sob o tema "Partes Interessadas por um Mundo Coeso e Sustentável".

    De acordo com o serviço de imprensa de Barzani, os encontros serão "à margem da cúpula" e, além de Trump e Guterres, haverá também agenda com "com vários outros líderes mundiais, ministros e altos funcionários".

    "Nas reuniões, o presidente deve se concentrar no fortalecimento das relações da região do Curdistão com a comunidade internacional e transmitir as políticas e a posição da região do Curdistão em assuntos regionais e mundiais", afirmou o líder do Curdistão em nota. 

    De acordo com o texto, Barzani também deve fazer um discurso em um painel intitulado "Um Oriente Médio Incomodado", no qual ele falará sobre o impacto das crises regionais na paz e na estabilidade no golfo Pérsico, Iraque e Síria.

    Mais:

    O que militares dos EUA estão fazendo no Curdistão?
    Iraque amplia bloqueio aéreo ao Curdistão
    EUA vão construir o maior consulado do mundo no Curdistão iraquiano
    EUA e Turquia se enfrentam pela capital do Curdistão sírio
    Damasco se opõe a Curdistão Autônomo em seu território, diz assessora de Assad
    Tags:
    Donald Trump, Estados Unidos, Curdistão
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar