15:36 18 Fevereiro 2020
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    639
    Nos siga no

    Marinha australiana enviou sua fragata HMAS Toowoomba para uma rotação de seis meses em conjunto com coalizão naval criada pelos EUA no estreito de Ormuz.

    O navio partiu para o Oriente Médio para executar operações de manutenção de livre navegação e contra a pirataria.

    Conforme informou o portal The Diplomat, a fragata deverá substituir o navio HMAS Ballarat, o qual saiu da região ainda em julho do ano passado.

    Uma vez no Oriente Médio, a fragata irá se juntar à coalizão naval feita pelos Estados Unidos ainda em setembro passado.

    Na ocasião, os EUA e o Irã protagonizaram um aumento considerável das tensões em suas relações após ataques a petroleiros no golfo Pérsico e o bombardeio realizado contra refinarias da Saudi Aramco.

    Uma aeronave P-8A Poseidon da Austrália também deverá ser enviada para a região para auxiliar nas operações da HMAS Toowoomba.

    Pouco petróleo

    Ainda de acordo com a mídia, o primeiro-ministro australiano, Scott Morrison, havia frisado a importância que o golfo Pérsico tem para o setor energético australiano em agosto passado.

    "De 15% a 16% do petróleo cru e de 25% a 30% do petróleo refinado destinado à Austrália transita pelo estreito de Ormuz", afirmou.

    Além disso, o premiê notou que a Austrália só teria reserva de petróleo para suprir a nação por três semanas caso seu suprimento fosse bloqueado.

    Mais:

    EUA dão mais um alerta a navios sobre 'ameaça' do Irã no golfo Pérsico
    Ocidente está artificialmente criando tensões no golfo Pérsico, afirma Sergei Lavrov
    Marinha dos EUA libera VÍDEO de exercícios navais no golfo Pérsico em meio a tensões com Irã
    Tags:
    Irã, tensões, Oriente Médio, Estreito de Ormuz, fragata, Marinha, Austrália, EUA, coalizão
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar