06:20 09 Julho 2020
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    210
    Nos siga no

    O chanceler do Irã, Mohammad Javad Zarif, disse nesta quinta-feira (16) que Teerã permitirá que especialistas ucranianos participem da decifração das caixas-pretas do Boeing 737 que caiu no dia 9 de janeiro.

    A declaração foi feita em conversa telefônica com o ministro das Relações Exteriores da Ucrânia, Vadim Pristaiko, segundo informou a chancelaria iraniana por meio de seu canal no Telegram. 

    "Zarif informou durante a conversa que o Irã está disposto a entregar os corpos dos cidadãos da Ucrânia e permitir aos especialistas desse país participar da decifração da caixa-preta", afirmou o Ministério das Relações Exteriores iraniano.  

    O chanceler ucraniano, por sua vez, agradeceu a cooperação e o fato do Irã ter assumido responsabilidade pela derrubada acidental do avião. 

    Em 8 de janeiro, o Exército iraniano bombardeou com mísseis duas bases usadas por militares norte-americanos no Iraque, em represália pela morte do general Qassem Soleimani, comandante da Força Quds, do Corpo de Guardiões da Revolução Islâmica. 

    Avião era de companhia ucraniana

    O comandante foi assassinado em 3 de janeiro em um ataque aéreo dos EUA nas proximidades do aeroporto de Bagdá. 

    Horas depois do bombardeio contra as bases, a defesa antiaérea do Irã derrubou um Boeing 737-800 da Ukraine International Airlines, que tinha acabado de decolar com 176 pessoas a bordo do aeroporto de Teerã com destino a Kiev. 

    As vítimas - 167 passageiros e nove tripulantes, era iranianas, canadenses, ucranianas, alemãs, afegãs e suecas. 

    Em 11 de janeiro, o Irã admitiu que o avião tinha sido derrubado por erro humano, após um operador achar que a aeronave era um alvo inimigo que tinha se aproximado demais de uma instalação militar. 

    Mais:

    Irã terá urânio suficiente para construir bomba atômica em um ano, diz relatório israelense
    EUA querem enviar sistemas antimísseis para Oriente Médio contra possíveis ataques do Irã
    EUA removem tropas de exercícios da OTAN na Noruega em meio a conflito com Irã
    Irã ameaça retaliar Grécia se país permitir uso de suas bases militares pelos EUA
    Presidente do Irã se gaba do enriquecimento crescente de urânio e pontua: 'Nada nos limita'
    Tags:
    avião, acidente aéreo, Qasem Soleimani, oriente médio, Crise, EUA, Ucrânia, Boeing, Irã
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar