06:24 09 Julho 2020
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    6102
    Nos siga no

    Irã enriquece hoje em dia uma quantidade de urânio maior que a anterior ao acordo nuclear, afirmou o presidente iraniano, Hassan Rouhani.

    Em maio de 2018, os Estados Unidos abandonaram o Plano de Ação Conjunto Global (JCPOA, na sigla em inglês) e começaram a impor sanções contra o Irã, argumentando que este país seguia desenvolvendo armas nucleares.

    "Nada nos limita agora no âmbito de energia nuclear. Em relação à indústria nuclear, nossas condições agora são muito melhores que antes do acordo, enriquecemos mais urânio diariamente do que na época do JCPOA", declarou Rouhani na Assembleia Geral do Banco Central do Irã nesta quinta-feira (16).

    A União Europeia adotou no final de janeiro de 2019 o Instrumento de Apoio aos Intercâmbios Comerciais (Instex, na sigla em inglês) para evitar as sanções norte-americanas e comercializar com o Irã.

    Porém, o mecanismo se mostrou ineficaz, motivo pelo qual o Irã começou a reduzir gradualmente em maio de 2019 seus compromissos com o acordo nuclear.

    Em 5 de janeiro, o Irã abriu mão da "última limitação-chave" prevista pelo acordo, a referente ao número de centrífugas, mas assegurou que continuará cooperando com a Agência Internacional e Energia Atômica como antes, e está pronto para retomar o cumprimento das obrigações se as sanções forem canceladas.

    Em 14 de janeiro, Alemanha, França e Reino Unido manifestaram em uma declaração conjunta rechaço aos argumentos usados pelo Irã para justificar sua retirada do acordo nuclear e ativaram o mecanismo de resolução de disputadas previsto no acordo.

    Mais:

    Ex-comandante iraniano diz que novas sanções dos EUA não terão impacto econômico
    Trump discorda: Johnson diz que acordo de 2015 é o melhor para barrar Irã com armas nucleares
    Menos sanções, mais negociações: China pede que EUA e Irã resolvam crise com diálogo
    Tags:
    energia nuclear, Plano Conjunto de Ação Integral (JCPOA), Acordo Nuclear Iraniano, Irã
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar