00:24 08 Abril 2020
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    6170
    Nos siga no

    O embaixador do Reino Unido no Irã, Robert Macaire, deixou Teerã após suposta participação dos protestos antigovernamentais realizados no sábado (11).

    De acordo com a agência de notícias Tasnim, o embaixador britânico no Irã, Robert Macaire, partiu de Teerã.

    O embaixador do Reino Unido deixou a capital iraniana

    O primeiro vídeo divulgado pela polícia mostrando o embaixador do Reino Unido no Irã, Rob Macaire, e seu acompanhante participando de reunião ilegal em Teerã

    Antes, a mídia informou que o governo do Irã considera a possibilidade de expulsão de Macaire de acordo com as leis internacionais após sua participação dos protestos em Teerã.

    A agência Tasnim também tinha informado que Macaire foi detido por algum tempo, mas depois foi libertado. A mídia iraniana afirmou que o embaixador supostamente participou dos protestos realizados no sábado (11) em Teerã e "liderou algumas ações radicais". Tratava-se de uma ação de centenas de estudantes perto do edifício da Universidade Amir Kabir, na capital do Irã, que se reuniram para homenagear os mortos da catástrofe com o avião Boeing 737-800 ucraniano.

    O avião Boeing 737-800 da Ukraine International Airlines foi abatido involuntariamente pelo sistema de defesa antiaérea do país persa na quarta-feira (8). Morreram 176 pessoas, 167 passageiros do Irã, Ucrânia, Canadá, Alemanha, Suécia e Afeganistão e nove membros da tripulação.

    O Irã sublinhou que se esperava um ataque por parte dos EUA e por isso o sistema de defesa antiaérea estava em alerta total.

    Mais:

    Militares dos EUA estavam em bunkers quando Irã atacou base aérea no Iraque, informa mídia
    Ucrânia mobiliza Defesa para buscar corpos de vítimas de acidente aéreo no Irã
    Presidente do Irã avisa que soldados europeus no Oriente Médio 'podem estar em perigo'
    Tags:
    Protestos no Irã, protestos, Irã, Reino Unido, Teerã
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar