14:03 18 Janeiro 2020
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    8412
    Nos siga no

    Protestos iniciados após admissão de culpa do governo iraniano pela derrubada do avião ucraniano receberam forte apoio de Washington. Porém, o apoio é aos iranianos ou à mudança de governo?

    Autoridades dos Estados Unidos rapidamente demonstraram como admiram a coragem dos manifestantes iranianos, que saíram às ruas em protesto pela responsabilidade do governo iraniano na derrubada do avião ucraniano.

    No dia 8 de janeiro, um avião comercial ucraniano foi confundido com uma aeronave inimiga e derrubado por forças de defesa antiaérea do Irã. No entanto, somente dias depois Teerã admitiu a culpa pelo incidente, gerando ira entre sua população.

    O presidente norte-americano, Donald Trump, passou os últimos dias elogiando os manifestantes iranianos e ameaçando Teerã, tanto em inglês como em persa. Neste domingo, Trump instou Teerã a "interromper o assassinato do grande povo iraniano". Não existem relatos de mortes durante os protestos, ainda que a polícia tenha usado gás lacrimogênio e jatos de água contra a multidão em diversos momentos.

    Para os líderes do Irã – não matem seus manifestantes. Milhares já foram mortos ou presos por vocês, e o mundo está vendo. Mais importante, os Estados Unidos estão vendo. Ativem de novo a Internet e deixem os repórteres andarem livremente. Parem de matar seu grande povo iraniano.

    Anteriormente, o presidente norte-americano relembrou aos iranianos que ele – que alguns dias atrás ameaçou aniquilar 52 alvos em território iraniano caso eclodisse um conflito com o Irã, incluindo tesouros culturais – alegadamente esteve com eles desde que tomou posse como presidente.

    Outros membros do governo norte-americano expressaram apoio aos manifestantes, como o embaixador norte-americano no Reino Unido, Woody Johnson, que também utilizou o Twitter para demonstrar sua indignação neste domingo (12).

    O povo iraniano que está tomando as ruas para protestar contra seus líderes opressores é incrivelmente bravo. Os Estados Unidos estão ao lado deles ao passo que pedem pela remoção do regime cruel de Khamenei.

    Enquanto isso, o secretário de Defesa dos EUA, Mark Esper, comentou a verdadeira forma que Washington enxerga as recentes manifestações. "Você pode ver que o povo iraniano está se impondo para fazer valer seus direitos, suas aspirações por um governo melhor – um regime diferente", afirmou em entrevista para a rede CBS.

    Aparentemente, as razões por trás desse recente interesse não são tão humanitárias quanto demonstradas pelas autoridades norte-americanas. Durante os últimos protestos no Irã, incitados pelo aumento do preço da gasolina, Mike Pompeo, secretário de Estado dos EUA, pediu que enviassem a ele vídeos da repressão policial – para justificar novas sanções.

    Mais:

    Irã afirma que mísseis não tinham objetivo de matar soldados dos EUA
    Governo ucraniano promete indenização a familiares de vítimas de acidente no Irã
    Canadá diz ter dúvidas sobre derrubada acidental de avião no Irã
    Tags:
    Mike Pence, Donald Trump, Irã, Estados Unidos
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar