20:51 23 Janeiro 2020
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    320
    Nos siga no

    O secretário de Segurança Nacional da Ucrânia disse hoje que representantes do país estão trabalhando no Irã para buscar os corpos dos cidadãos ucranianos mortos no recente desastre aéreo envolvendo uma aeronave ucraniana.

    Através de um comunicado publicado em seu Facebook, Aleksei Danilov destacou que Kiev considera enviar mais militares a Teerã, se necessário, para ajudar nos procedimentos. 

    1. Os representantes do Ministério da Defesa da Ucrânia retornarão de Teerã somente após a conclusão de todos os procedimentos e quando pudermos levar os corpos dos 11 cidadãos ucranianos mortos no acidente de avião. 2. Todos os especialistas necessários para isso trabalharão até o fim. 3. Forças adicionais serão enviadas conforme necessário.

    Um Boeing 737-800 da Ukrainian International Airlines, com destino a Kiev, caiu na última quarta-feira perto do Aeroporto Internacional Imam Khomeini, em Teerã, matando todas as 176 pessoas a bordo.

    Segundo o Ministério das Relações Exteriores da Ucrânia, 82 vítimas eram cidadãos iranianos, 63 canadenses, 11 ucranianos, 10 suecos, quatro afegãos, três alemães e três vítimas eram cidadãos do Reino Unido.

    Após muitas especulações sobre as causas do incidente, o Irã reconheceu, no último sábado, que a aeronave foi derrubada em razão de um erro de suas forças de defesa, que abateram acidentalmente o avião em meio às tensões com os Estados Unidos na região.

    Mais:

    Rouhani prometeu à Ucrânia levar à justiça os responsáveis ​​pela derrubada do avião no Irã
    Canadá diz ter dúvidas sobre derrubada acidental de avião no Irã
    Míssil que derrubou avião ucraniano explodiu por baixo da cabine dos pilotos, revela investigação
    Tags:
    Estados Unidos, acidente aéreo, acidente, defesa, Boeing, avião, Teerã, Irã, Kiev, Ucrânia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar