19:45 23 Janeiro 2020
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    1166
    Nos siga no

    Em comunicado conjunto divulgado neste domingo (12), os governos de França, Alemanha e Reino Unido defenderam o acordo nuclear iraniano e pediram que Teerã volte a seguir os termos do pacto assinado em 2015.

    "Continuamos comprometidos com o Plano de Ação Conjunto Global [acordo nuclear iraniano] e sua preservação; pedimos ao Irã que cancele todas as medidas incompatíveis com o acordo", afirma o comunicado divulgado pelo Palácio do Eliseu e assinado pelo presidente da França, Emmanuel Macron, a chanceler alemã, Angela Merkel, e o primeiro-ministro britânico Boris Johnson.

    O comunicado também ressalta que o Irã "nunca" deve ter uma arma nuclear e que os três países europeus, além de China, Rússia e União Europeia, defendem a manutenção do acordo nuclear. 

    O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, decidiu sair do acordo nuclear iraniano em 2018 e reintroduziu sanções contra Teerã. O Irã anunciou recentemente que irá deixar de seguir as diretrizes do acordo diplomático até que as sanções impostas contra sua economia sejam suspensas. 

    Trump também afirmou que um novo pacto deve ser assinado para substituir o Plano de Ação Conjunto Global.

    Mais:

    Rouhani prometeu à Ucrânia levar à justiça os responsáveis ​​pela derrubada do avião no Irã
    Professor é demitido após ironizar que Irã deveria listar 52 potenciais alvos nos EUA
    Irã prende embaixador britânico por 'incitar' protestos em Teerã
    Militares dos EUA estavam em bunkers quando Irã atacou base aérea no Iraque, informa mídia
    Canadá diz ter dúvidas sobre derrubada acidental de avião no Irã
    Tags:
    Irã, Alemanha, Reino Unido, França, Estados Unidos
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar