14:04 05 Junho 2020
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    883
    Nos siga no

    Apesar das negociações de paz entre o Talibã e as autoridades americanas, a situação no Afeganistão continua grave.

    Hafiz Mohibullah, um dos principais comandantes do movimento Talibã, foi morto em um ataque aéreo na província de Kunduz, no Afeganistão, informou a agência Tolo News, citando o porta-voz do Ministério da Defesa do país em um comunicado neste domingo.

    O comunicado destaca que Mohibullah, um "líder do Talibã no nordeste do Afeganistão", foi aniquilado enquanto dirigia no distrito de Imam Saib, na província de Kunduz. O Talibã ainda não comentou o assunto.

    No início do ano passado, a Reuters citou fontes não identificadas dizendo que Mohibullah, que estava intimamente envolvido em negociações com os EUA, foi preso brevemente na cidade paquistanesa de Peshawar, na proximidade da fronteira com o Afeganistão.

    Violência no Afeganistão continua

    O assassinato de Mohibullah ocorre em meio à escalada da violência no Afeganistão, apesar do relançamento das negociações entre o Talibã e as autoridades americanas após um hiato de três meses.

    No sábado, dois soldados americanos foram mortos e mais dois ficaram feridos depois que o seu veículo passou sobre uma bomba na estrada na província de Kandahar, no sul do Afeganistão.

    O Talibã assumiu a responsabilidade pelo ataque, que foi o primeiro incidente mortal envolvendo militares dos EUA no Afeganistão desde o início do ano.

    No início deste mês, militantes do Talibã atacaram um posto policial na província de Balkh, no norte do Afeganistão, deixando pelo menos oito pessoas mortas e três feridos.

    Em dezembro, o Talibã assumiu a responsabilidade por explodir um veículo americano no distrito de Char Dara, em Kunduz, que matou um membro do serviço americano e feriu várias tropas afegãs.

    Tags:
    Talibã, Afeganistão, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar