17:55 14 Agosto 2020
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    7233
    Nos siga no

    O Irã mostrou na sexta-feira (10) imagens das duas caixas-pretas recuperadas do Boeing 737-800 ucraniano que caiu nos arredores de Teerã, matando 176 a bordo.

    Apesar de terem sido encontrados, os dispositivos foram danificados na queda e levará meses para conseguir recuperar as informações deles.

    Nas imagens é possível ver as caixas-pretas, que na realidade têm uma cor laranja brilhante, dentro de uma caixa de madeira sendo manuseada pelas autoridades com a Organização da Aviação Civil iraniana (CAO).

    Segundo as autoridades, o gravador de dados de voo e o gravador de voz da cabine foram alegadamente danificados no acidente, mas espera-se que o seu conteúdo possa ser descarregado e examinado pelas autoridades.

    No dia 8 de janeiro, o Boeing 737-800 operado pela Ukraine International Airlines com 176 a bordo caiu logo após a decolagem do Aeroporto Internacional Imam Khomeini em Teerã. Ninguém sobreviveu ao acidente aéreo.

    Após a queda, a mídia ocidental alegou que a aeronave poderia ter sido derrubada por um míssil iraniano. Teerã nega as alegações, exigindo os acusadores a publicar as provas do envolvimento iraniano no caso.

    Mais:

    Irã anuncia que não entregará caixas-pretas de avião Boeing aos Estados Unidos
    Terrorismo, fogo antiaéreo e explosão de motor são versões ucranianas da queda de avião no Irã
    Teerã nega alegações de que avião ucraniano tenha sido derrubado por míssil iraniano
    Tags:
    acidente aéreo, caixa-preta, Irã, Boeing 737-800, Organização da Aviação Civil Internacional
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar