18:16 29 Maio 2020
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    21486
    Nos siga no

    Após ataques com mísseis contra alvos dos EUA, o chefe da segurança do Estado-Maior das Forças Armadas do Irã, Abdollah Araghi, advertiu que qualquer novo movimento hostil levará a uma resposta mais forte por parte da República Islâmica, informou mídia.

    "De fato, o Corpo de Guardiões da Revolução Islâmica do Irã [IRGC] é um dos braços mais fortes da liderança [do Irã] e se vingará da forma mais severa em breve", disse Araghi à agência de notícias Tasnim.

    "O inimigo está bem ciente de que a repetição de qualquer crime e ato maligno contra o Irã transformará a bofetada no rosto em golpes de aço esmagadores", advertiu a declaração.

    Na quarta-feira (8), o Corpo de Guardiões da Revolução Islâmica do Irã anunciou uma operação de retaliação pelo assassinato do general Qassem Soleimani como resultado das operações militares dos EUA no Iraque.

    Sequência de ataques

    Foram disparados mísseis contra a base aérea Ain Al-Asad, no Iraque, e contra instalações militares em Arbil, que alberga o contingente do Exército dos EUA na coligação internacional contra o Daesh (organização terrorista proibida na Rússia e outros países).

    De acordo com Washington, nenhum cidadão americano ficou ferido como resultado do ataque, apenas houve danos materiais.

    O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse que Washington limitaria sua resposta à imposição de novas sanções e à continuação de sua política de máxima pressão contra o Irã.

    Militar americano no Iraque
    © REUTERS / Thaier Al-Sudani
    Militar americano no Iraque

    Posteriormente, a mídia noticiou que o representante dos EUA nas Nações Unidas enviou uma carta ao Conselho de Segurança da ONU, na qual informava sobre a prontidão de negociar com Teerã sem condições prévias para reduzir a tensão na região.

    Mais:

    FOTOS de satélite exibem danos na base dos EUA no Iraque após ataques de mísseis iranianos
    Trump diz que ataque do Irã em base militar no Iraque não causou nenhuma morte
    VÍDEO mostra lançamento de mísseis do Irã contra bases usadas pelos EUA no Iraque
    Tags:
    EUA, vingança, Guarda Revolucionária do Irã, Corpo de Guardiões da Revolução Islâmica, Irã
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar