17:15 05 Abril 2020
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    28647
    Nos siga no

    O ministro das Relações Exteriores da França condenou os ataques iranianos contra bases da coalizão internacional, usadas por soldados dos EUA, no Iraque, segundo comunicado de Jean-Yves Le Drian.

    Ao comentar os ataques perpetrados pelo Irã, o diplomata francês julgou que a prioridade deve ser mais do que nunca a redução das tensões e que se interrompa a escalada latente no Oriente Médio.

    "A França condena os ataques conduzidos nesta madrugada pelo Irã no Iraque, direcionados às instalações da coalizão internacional contra o Daesh [organização terrorista banida na Rússia e em vários países]", declarou o chefe da diplomacia francesa, Jean-Yves Le Drian.

    A França reitera sua solidariedade aos seus aliados e parceiros no seio da coalizão, assim como à soberania e segurança do Iraque, ressaltou o chanceler francês.

    "A França se mantém determinada a apaziguar as tensões. Ela está em constante contato com todas as partes afetadas para encorajar a retenção e responsabilidade", afirmou Le Drian.

    Tensões crescem entre Teerã e Washington

    No dia 3 de janeiro, os EUA realizaram um ataque aéreo contra o aeroporto internacional nos subúrbios de Bagdá, assassinando o general iraniano Qassem Soleimani, uma dos homens mais poderosos do Irã. O governo iraniano logo então jurou vingança pelo que considera ato de terrorismo.

    Na madrugada da quarta-feira (8), o Corpo de Guardiões da Revolução Islâmica anunciou início da operação de retaliação. Mísseis de classe terra-terra foram lançados a partir do Irã contra as bases de Ain Al-Asad, no oeste do Iraque, e de Arbil, que abriga o contingente militar do Exército dos EUA.

    Mais:

    Trump diz que vai obedecer lei internacional e evitará alvejar sítios culturais do Irã
    Militares iraquianos não foram atingidos durante ataques noturnos do Irã, diz Exército iraquiano
    Se EUA responderem a ataques do Irã, grande guerra será inevitável, diz senador russo
    Tags:
    Irã, mísseis, Ministério de Relações Exteriores da França, Iraque, Qassem Soleimani
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar