04:58 02 Dezembro 2020
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    21868
    Nos siga no

    Líder Supremo do Irã, aiatolá Ali Khamenei, classificou os ataques desta noite contra bases da coalizão internacional no Iraque como "tapa na cara" dos EUA.

    "Na última noite, um tapa na cara foi dado [dos EUA]", declarou Ali Khamenei em cadeia nacional.

    O líder supremo iraniano também teria considerado a presença dos EUA no Oriente Médio uma "fonte de corrupção", ao passo que teria exigido a saída das forças americanas da região.

    Além de supostamente considerar os últimos ataques contra bases da coalizão internacional no Iraque um "tapa na cara" dos EUA, em transmissão televisiva, o líder também teria dito que não há possibilidade de retomar as conversações sobre o programa nuclear iraniano, uma vez que isto "abriria o caminho para a dominância dos EUA".

    Khamenei também teria reafirmado que os principais inimigos do Irã são os EUA, Israel e o "sistema arrogante", o que poderia ser uma referência ao Ocidente em geral.

    De acordo com a agência iraniana Mehr, o Corpo de Guardiões da Revolução Islâmica do Irã reafirmou que o ataque à base Ain al-Asad da coalizão internacional no Iraque foi uma resposta ao assassinato do general iraniano Qassem Soleimani.

    Tensões na região

    As relações entre os EUA e o Irã registraram uma piora após uma operação militar dos EUA no último dia 3 que resultou na morte do chefe da Força Quds, o major-general Qassem Soleimani.

    O ataque, realizado nos arredores do Aeroporto Internacional de Bagdá, também vitimou o membro sênior das Forças de Mobilização Popular Shia do Iraque, Abu Mahdi al-Muhandis, além de outras pessoas.

    Após a confirmação da morte de Soleimani, o governo persa afirmou que haveria vingança contra os EUA.

    Mais:

    Pentágono: EUA vão tomar todas as medidas necessárias para responder a ataques do Irã
    Trump diz que vai obedecer lei internacional e evitará alvejar sítios culturais do Irã
    Bolsonaro quer manter negócios com Irã, mas reage à convocação de diplomata em Teerã
    Tags:
    coalizão internacional, Aiatolá Ali Khamenei, Iraque, base militar, ataques, EUA, Qassem Soleimani, Irã
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar