05:10 21 Janeiro 2020
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    201450
    Nos siga no

    O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, ameaçou neste domingo (5) atacar sítios culturais do Irã, minimizando preocupações de que isso poderia se constituir um crime de guerra. 

    "Eles podem matar nosso povo. Eles podem torturar e mutilar nosso povo. Eles podem usar bombas na estrada e explodir nosso povo. E nós não podemos encostar em seus sítios culturais? Não funciona desse jeito", disse Trump a bordo do avião presidencial ao voltar da Flórida para Washington, segundo citado pela agência AP. 

    O presidente americano já havia mencionado a possibilidade de atingir sítios culturais iranianos por meio de um post no Twitter publicado no sábado (4). O Irã tem uma herança cultural milenar e possui muitos sítios arqueológicos reconhecidos mundialmente. 

    'Grande retaliação'

    A bordo do Air Force One, ele afirmou ainda que se o Teerã "fizer alguma coisa haverá uma grande retaliação". 

    Trump disse também que as tropas norte-americanas só deixarão o Iraque se Bagdá pagar por uma base aérea dos EUA instalada no país.

    Mais cedo, o Parlamento do Iraque aprovou uma resolução pedindo a retirada das tropas estrangeiras do país, incluindo as forças norte-americanas, que têm forte presença no território iraquiano. 

    A tensão no Oriente Médio vem crescendo desde a morte do general iraniano Qassem Soleimani nos arredores de Bagdá, em bombardeio ordenado por Trump.

    O secretário de Estado norte-americano, Mike Pompeo, disse neste domingo que os EUA podem atacar outros líderes iranianos caso Teerã decida retaliar. Por outro lado, o Irã anunciou que não tinha mais compromissos com o acordo nuclear assinado em 2015.

    Mais:

    Trump ameaça atacar Irã 'ainda mais forte do que eles foram atacados antes'
    Major-general do Irã: vingança estratégica colocará fim à presença dos EUA na região
    Irã anuncia que não respeitará limites do acordo nuclear até que sanções sejam suspensas
    Tags:
    Qassem Soleimani, Donald Trump, conflito, arqueologia, guerra, cultura, EUA, Irã, Iraque
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar