14:48 30 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    12334
    Nos siga no

    O Irã anunciou neste domingo (5) sua renúncia à "última limitação chave" prevista no acordo nuclear assinado com China, EUA, França, Reino Unido, Rússia e Alemanha.

    Agora, Teerã não terá mais as limitações no número de centrífugas nucleares imposta pelo Plano de Ação Conjunto Global (JCPOA, sigla em inglês) — também conhecido como acordo nuclear iraniano

    De acordo com comunicado do país persa, esta é a última "limitação prática chave".

    O Irã garante, no entanto, que continuará a cooperar com a Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA) como antes e que pode voltar a seguir o acordo nuclear, caso sejam suspensas as sanções contra Teerã. 

    O acordo nuclear iraniano foi assinado em 2015 após anos de negociações. Em troca do cancelamento de sanções, Teerã aceitou impor certas condições ao seu programa nuclear. 

    Em maio de 2018, os Estados Unidos saíram unilateralmente do acordo nuclear e voltaram a aplicar sanções contra o país do Oriente Médio. 

    Mais:

    Trump ameaça bombardear 52 alvos no Irã
    Administração Trump aguarda retaliação do Irã 'dentro de semanas'
    Corpo do general Soleimani é trazido ao Irã para despedida (FOTOS, VÍDEO)
    Trump ameaça atacar Irã 'ainda mais forte do que eles foram atacados antes'
    Major-general do Irã: vingança estratégica colocará fim à presença dos EUA na região
    Tags:
    Estados Unidos, Acordo Nuclear Iraniano, Irã
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar