15:27 03 Abril 2020
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    213
    Nos siga no

    Pelo menos 30 pessoas foram mortas em confrontos entre milicianos e comerciantes em um distrito de Bangui, capital da República Centro-Africana, disseram fontes locais nesta quinta-feira.

    "Trinta corpos foram levados para a mesquita", disse, citado pela AFP, Awad Al Karim, o imã da mesquita Ali Babolo, no distrito de PK5, que se tornou um importante refúgio para muitos muçulmanos de Bangui no auge dos confrontos com cristãos.

    Ainda de acordo com a agência, um membro das forças de segurança da capital também confirmou o número de mortos em torno dos 30, mas não quis dar mais detalhes sobre o caso. 

    Os confrontos entre milicianos e comerciantes, quarta-feira e quinta-feira no bairro muçulmano de PK5 de Bangui, na República Centro-Africana, deixaram pelo menos trinta mortos, segundo uma fonte de segurança e o imã do bairro.​

    Fontes ouvidas pela Agence France-Presse disseram que os combates, envolvendo troca de tiros e explosões, tiveram inínio na noite da última quarta-feira, quando comerciantes locais pegaram em armas para enfrentar grupos de milicianos encarregados de cobrar impostos da população.

    Até o momento, não há informações sobre o balanço de feridos nesses combates.

    Mais:

    China e EUA doam veículos militares à República Centro-Africana
    Militar português é ferido em confronto na República Centro-Africana
    República Centro-Africana pensa em abrigar base militar russa
    Tags:
    milicianos, explosões, tiroteio, milícias, confrontos, mortes, República Centro-Africana, Bangui
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar