07:02 22 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    515
    Nos siga no

    Aeronaves militares israelenses realizaram ataques à Faixa de Gaza em resposta a lançamento de foguetes, informou o Exército de Israel. O alvo seria uma fábrica de armamentos do grupo Hamas.

    "Na madrugada, um foguete foi lançado da Faixa de Gaza com destino ao território de Israel", informou o Exército de Israel.

    "Em resposta [...] caças atacaram um local de fabricação de armamentos do Hamas na região norte da Faixa de Gaza", conclui o comunicado. 

    Nesta terça-feira, as autoridades israelenses haviam anunciado uma redução da zona marítima na qual palestinos são autorizados a pescar na Faixa de Gaza.

    De acordo com uma unidade do Ministério da Defesa de Israel, a COGAT, a "zona de pesca da Faixa de Gaza foi reduzida a 10 milhas náuticas até nova ordem".

    Esta não é a primeira vez que Israel modifica a zona pesqueira de Gaza: por vezes os barcos são autorizados a pescar até 15 milhas náuticas, por vezes há uma redução para 6 ou mesmo proibição completa da atividade econômica, reportou a AFP.

    Barcos pesqueiros palestinos no porto da Cidade de Gaza, em junho de 2019, quando Israel proibiu a pesca na região
    © AP Photo / Hatem Moussa
    Barcos pesqueiros palestinos no porto da Cidade de Gaza, em junho de 2019, quando Israel proibiu a pesca na região

    A Faixa de Gaza é alvo de um cerco sob o qual os habitantes não são autorizados a entrar e sair da região sem autorização de Israel.

    O grupo Hamas controla a Faixa de Gaza desde 2007. Israel considera o grupo como responsável por uma série de lançamentos de foguetes contra o seu território, apesar de retaliar contra outros grupos atuantes na região cercada.

    Na terça-feira (17), uma aeronave israelense atirou em uma pessoa, que os militares disseram ser um palestino armado se aproximando da cerca instalada na fronteira entre Israel e Gaza.

    Registro de terrorista armado que se aproximou da cerca no sul da Faixa de Gaza há pouco.

    A morte da pessoa ainda não foi confirmada oficialmente e nenhum corpo foi retirado da zona restrita adjacente à fronteira.

    Mais:

    Mudança da embaixada brasileira em Israel visa atender pressão da bancada evangélica, diz analista
    Netanyahu diz que Eduardo Bolsonaro confirmou mudança de embaixada para Jerusalém em 2020 (VÍDEO)
    'Diplomacia de Bolsonaro escolhe lados', diz especialista sobre relação do Brasil com Israel
    Tags:
    Hamas, Faixa de Gaza, Gaza, conflito, Palestina, Israel
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar