22:44 21 Janeiro 2020
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    11912
    Nos siga no

    O primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, anunciou preparativos para uma possível operação militar na Faixa de Gaza, após um ataque de mísseis realizado por palestinos.

    O primeiro ministro de Israel declarou uma possível operação militar durante a reunião semanal do seu gabinete.

    Netanyahu alertou que "não haverá acordo se os ataques da [Faixa de Gaza] continuarem".

    "Eu instruí o Ministro da Defesa e Forças de Defesa de Israel a se prepararem adequadamente", disse Netanyahu, sem oferecer mais detalhes.

    Na noite de sábado, Israel denunciou o disparo de três mísseis a partir do território da Faixa de Gaza, dos quais dois foram interceptados pelo sistema de defesa aérea.

    Os militares israelenses não confirmaram feridos ou danos causados ​​pelos foguetes, embora três pessoas, uma menina de 10 anos, uma mulher de 47 e um homem de 27, tenham sofrido ferimentos leves enquanto se dirigiam para abrigos antiaéreos.

    Duas outras pessoas também receberam tratamento médico após sofrer ataques de ansiedade, conforme confirmado pelos serviços médicos de Magen David Adom.

    O ataque ativou as sirenes de alarme na cidade de Sderot, na proximidade da Faixa de Gaza, e em outras comunidades próximas. Milhares de pessoas buscaram refúgio em abrigos antiaéreos, em suas casas ou em locais públicos.

    Antes do lançamento dos três foguetes, o exército israelense disse que dois palestinos haviam se infiltrado na parte sul da fronteira entre Israel e a Faixa de Gaza.

    Os dois estavam desarmados e foram presos por interrogatório.

    Tags:
    Benjamin Netanyahu, Faixa de Gaza, Israel
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar