19:12 09 Dezembro 2019
Ouvir Rádio
    Forças de segurança em Ouagadougou, Burkina Faso

    Ataque contra igreja deixa ao menos 14 mortos em Burkina Faso

    © AP Photo / Ahmed Yempabou Ouoba
    Oriente Médio e África
    URL curta
    333
    Nos siga no

    Pelo menos 14 pessoas foram mortas em um ataque a uma igreja no leste de Burkina Faso neste domingo (1º) de manhã.

    A informação foi repassada de maneira anônima por uma fonte das forças de segurança do país africano à agência de notícias Reuters.

    A identidade dos criminosos ainda é desconhecida. O ataque ocorreu na vila de Hantoukoura, perto da fronteira com o Níger, uma área conhecida pelo banditismo e que sofre com o terrorismo de grupos ligados a Al-Qaeda e o Daesh (organizações terroristas proibidas na Rússia e em vários outros países).

    Em 6 de novembro, homens armados abriram fogo contra um comboio de ônibus que transportava mineiros na região, deixando 39 mortos.

    Este ano, uma insurgência islâmica em Burkina Faso acendeu tensões étnicas e religiosas, especialmente nas áreas do norte, na fronteira com o Mali.

    Burkina Faso é um Estado soberano desde 1960, quando conseguiu sua independência da França. Com 20 milhões de habitantes, tem o 7° pior índice de desenvolvimento humano (IDH) do mundo, segundo o ranking mais recente publicado pela Organização das Nações Unidas (ONU). 

    Mais:

    Além de Narcos: o que acontecerá se Trump classificar cartéis mexicanos como 'terroristas'?
    Ocupar um país sem sua autorização não é diferente do terrorismo, diz Bashar Assad
    Possível candidato à presidência boliviana rebate acusações de terrorismo
    Daesh reivindica autoria de ataque terrorista em Londres
    Tags:
    terrorismo, Burkina Faso, África
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar