00:45 06 Dezembro 2019
Ouvir Rádio
    O presidente dos EUA, Donald Trump, conversa com o presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, na chegada entrada da Ala Oeste da Casa Branca, em Washington, EUA, em 16 de maio de 2017.

    Trump oferece a Erdogan acordo comercial de 100 bilhões de dólares, relata jornal

    © REUTERS / Joshua Roberts
    Oriente Médio e África
    URL curta
    1449
    Nos siga no

    O presidente dos EUA, Donald Trump, ofereceu ao seu homólogo turco, Recep Tayyip Erdogan, um acordo comercial de US$ 100 bilhões (R$ 417 bilhões) e uma saída para resolver o problema referente às sanções, comunica mídia.

    De acordo com o jornal Washington Post, o líder americano também ofereceu uma "solução alternativa" para resolver a questão das sanções que Washington prometeu impor a Ancara devido à compra dos sistemas de defesa antiaérea russos S-400.

    A publicação informa, citando fontes, que as propostas de Trump para melhorar as relações entre os EUA e a Turquia estão contidas em uma carta enviada ao presidente turco na semana passada.

    Segundo a edição, as propostas do presidente dos EUA são suscetíveis de "enfurecer" pelo menos alguns dos legisladores na Câmara dos Deputados dos EUA, que em outubro apoiaram a imposição de sanções contra a Turquia por sua operação militar na Síria.

    Relações EUA-Turquia

    Erdogan deverá visitar os EUA nos dias 12 e 13 de novembro para discutir com Trump a compra dos últimos caças, sistemas de defesa aérea russos S-400 e americanos Patriot, bem como a situação na Síria.

    A crise nas relações EUA-Turquia começou em meado de julho, causada pelas entregas dos sistemas de defesa russos a Ancara.

    De acordo com Erdogan, os sistemas russos de defesa antiaérea serão colocados em funcionamento pleno em abril de 2020.

    Sistemas S-400
    © Sputnik / Sergei Guneev
    Sistemas S-400

    Washington fez pressão na Turquia para que esta não adquirisse o armamento russo e comprasse antes os complexos Patriot americanos, ameaçando atrasar ou mesmo cancelar a venda dos mais recentes caças F-35 à Turquia, bem como introduzir sanções de acordo com a Lei Contra os Adversários da América (CAATSA). Ancara recusou-se a fazer concessões.

    Mais:

    EUA advertem sobre sanções à Turquia se esta 'não se livrar dos S-400'
    EUA ainda querem que Turquia cancele acordo sobre S-400, relata mídia
    Resolução do Congresso dos EUA pode afetar 31% dos caças F-35 do país, segundo general americano
    Tags:
    acordo comercial, F-35, S-400, Recep Tayyip Erdogan, Donald Trump
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar