11:16 18 Novembro 2019
Ouvir Rádio
    Central nuclear de Bushehr, no Irã.

    Irã começa a construir 2ª unidade nuclear em Bushehr com ajuda da Rússia

    © AFP 2019 / BEHROUZ MEHRI
    Oriente Médio e África
    URL curta
    7130
    Nos siga no

    A primeira concretagem foi iniciada no dia 10 de novembro e marcou o começo das obras de construção na unidade 2 de Bushehr, a usina nuclear construída no sul do Irã com a assistência da Rússia.

    Segundo a agência de notícias Mehr, está previsto que as unidades 2 e 3 da usina nuclear estejam prontas dentro de seis e oito anos, respetivamente. Equipadas com reatores nucleares de água pressurizada VVER-1000, estas unidades aumentarão a potência da usina para 2.100 megawatts e elevarão a cota-parte da energia nuclear na matriz energética de Irã, que agora é de apenas 2,7%.

    Reator atômico na usina nuclear de Bushehr, no sul do Irã (foto de arquivo)
    © AFP 2019 / ATTA KENARE
    Reator atômico na usina nuclear de Bushehr, no sul do Irã (foto de arquivo)

    A construção da usina nuclear de Bushehr, a primeira instalação energética nuclear do Irã, foi iniciada em 1974 pelo consórcio alemão Kraftwerk Union A.G., mas em 1980 a empresa rompeu o contrato devido à decisão do Governo alemão de apoiar o embargo dos EUA sobre o fornecimento de equipamento ao país persa.

    Em 1995, a empresa russa Atomstroyexport assumiu a construção da usina. Esta foi iniciada em agosto de 2010 sob o controle da AIEA (Agência Internacional de Energia Atômica) e passou a funcionar com combustível nuclear importado da Rússia. Em setembro de 2011, a usina se conectou com a rede elétrica iraniana. Em agosto de 2012, o primeiro reator alcançou sua capacidade plena de 1.000 megawatts.

    Mais:

    Pentágono declara que drone derrubado pelo Irã não era dos EUA
    Rússia diz que Irã não tem armas atômicas e pede apoio do mundo para salvar acordo nuclear
    Irã diz que pode enriquecer urânio a 60% e abandonar Tratado TNP
    Tags:
    Rússia, Bushehr, usina nuclear, Irã
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar