14:59 12 Novembro 2019
Ouvir Rádio
    Instalação nuclear iraniana a 410 km de Isfahan em 3 de fevereiro de 2007

    Irã implementa 30 centrífugas avançadas para enriquecimento de urânio

    © AP Photo / Vahid Salemi
    Oriente Médio e África
    URL curta
    9252
    Nos siga no

    O chefe da Organização de Energia Atômica do Irã, anunciou na segunda-feira (4) que seu país lançou mais 30 centrífugas avançadas IR-6 para enriquecer urânio.

    De acordo com suas declarações, a medida deve mostrar a "capacidade e determinação" do Irã.

    "Hoje estamos testemunhando a inauguração de uma série de 30 centrífugas IR-6", disse Ali Akbar Salehi, citado pela agência Reuters. O porta-voz da Organização de Energia Atômica iraniana, Behrouz Kamalvandi, enfatizou que a decisão de Teerã de reduzir os compromissos nucleares é "reversível" se as outras partes cumprirem suas promessas.

    Em 8 de maio de 2018, o presidente dos EUA, Donald Trump, anunciou a saída dos EUA do Plano de Ação Conjunto Global (JCPOA, sigla em inglês), argumentando que ele não impediu o "enriquecimento de urânio" pelo Irã, que ele acusou de violar os termos do pacto e de tentar ativamente obter armas nucleares.

    Desde então, o Irã pôs em funcionamento 20 centrífugas IR-4 para enriquecer urânio em vez das 10 permitidas pelo Plano de Ação Conjunto Global.

    Os outros signatários do acordo condenaram a medida do presidente americano e se estão mantendo fiéis ao estipulado. No entanto, Teerã afirma que os signatários europeus do acordo não fizeram o suficiente para o salvar.

    Mais:

    Irã supera limites de urânio estabelecidos por acordo nuclear
    Rússia convoca comissão do JCPOA para discutir comércio com o Irã
    Tags:
    JCPOA, Donald Trump, EUA, energia atômica, enriquecimento de urânio, Irã
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar