18:16 12 Novembro 2019
Ouvir Rádio
    Blindados norte-americanos Stryker

    EUA confirmam ataque a comboio militar por militantes pró-turcos na Síria

    © Sputnik / Oksana Dzhadan
    Oriente Médio e África
    URL curta
    12283
    Nos siga no

    Um porta-voz do Comando Central dos EUA (Centcom) disse nesta segunda-feira (4) que o ataque de artilharia no nordeste da Síria por radicais apoiados pela Turquia não atingiu o comboio militar dos EUA.

    "Em 3 de novembro, uma patrulha dos EUA no nordeste da Síria testemunhou vários ataques de artilharia, com projéteis caindo a uma distância de um quilômetro ou mais da estrada onde seguia. A patrulha não foi atingida", disse o porta-voz do comando de combate americano.

    O representante norte-americano acrescentou que "as forças da coalizão mantêm seu direito inerente à autodefesa", com prioridade para a segurança das tropas.

    Anteriormente, o major-general Yuri Borenkov, chefe do Centro Russo para a Reconciliação Síria, declarou que os EUA informaram a Rússia sobre um ataque a um comboio de militares norte-americanos no domingo (3) por militantes pró-turcos no nordeste da Síria.

    De acordo com Borenkov, nenhum militar dos EUA foi ferido durante o ataque.

    Saída das tropas americanas

    Em outubro, o presidente norte-americano Donald Trump anunciou que as tropas norte-americanas haviam começado a se retirar do norte da Síria para o Iraque. No mesmo mês, a Turquia lançou a operação militar Fonte de Paz no nordeste da Síria para expulsar da área as unidades curdas e militantes do Daesh (grupo terrorista proibido na Rússia e em outros países).

    Mais:

    Comboio militar dos EUA é atacado no nordeste da Síria
    Cerca de 900 militares dos EUA podem ficar na Síria após saída das tropas, informa jornal
    Comboio de militares dos EUA volta do Iraque à Síria, informa mídia estatal
    Tags:
    Centro Russo para a Reconciliação Síria, ataque, Síria, CENTCOM
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar