19:02 12 Novembro 2019
Ouvir Rádio
    Pôster Talibã no Afeganistão

    Moscou pretende incluir Irã no diálogo com EUA sobre Afeganistão

    © REUTERS / Jim Hollander
    Oriente Médio e África
    URL curta
    460
    Nos siga no

    A Rússia tem interesse de que o Irã se junte ao formato Rússia-China-EUA para as negociações no Afeganistão, disse o ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov, nesta sexta-feira.

    O governo afegão continua o combate contra os militantes do movimento radical Talibã, que já chegou a conquistar um território significativo nas áreas rurais do país e lançou ataques às grandes cidades. O Daesh (grupo radical terrorista proibido na Rússia) também aumentou sua influência no Afeganistão. As forças nacionais de defesa e segurança afegãs estão realizando operações conjuntas de combate ao terrorismo em todo o país.

    "Temos um diálogo com eles [Estados Unidos] no Afeganistão. Existe um formato Rússia-China-EUA ao qual o Paquistão aderiu. Há interesse em conectar o Irã a esse formato. Pode ser promissor", declarou Lavrov nesta sexta-feira.

    O estabelecimento de um diálogo pacífico direto entre as forças em conflito no Afeganistão está sendo discutido por diversos fóruns, inclusive em Moscou, onde em novembro do ano passado foi realizada uma reunião privada sobre o Afeganistão, com a participação de representantes de estados regionais. Pela primeira vez, uma delegação do Talibã participou da reunião. O Conselho Supremo de Paz, que se posiciona como mediador entre o governo e o Talibã, também participou da reunião.

    Nos últimos meses, os EUA negociaram com o Talibã um acordo no Afeganistão. No início de setembro, o Representante Especial dos EUA para o Afeganistão, Zalmay Khalilzad, anunciou que a versão preliminar do acordo previa a retirada inicial de 5 mil dos cerca de 14 mil militares dos EUA no Afeganistão nos próximos 135 dias. No entanto, a assinatura do acordo acabou sendo suspensa, por iniciativa da administração dos EUA.

    Tags:
    Daesh, Irã, China, Rússia, Afeganistão, Talibã
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar