05:35 18 Novembro 2019
Ouvir Rádio
    Saad Hariri, primeiro-ministro do Líbano

    Em meio a protestos, premiê do Líbano renuncia ao cargo

    © AFP 2019 / ANWAR AMRO
    Oriente Médio e África
    URL curta
    293
    Nos siga no

    O primeiro-ministro do Líbano, Saad Hariri, anunciou sua renúncia nesta terça-feira (29). O Líbano vive uma onda de protestos contra o governo e a renúncia de Hariri era uma demanda dos manifestantes.

    O Líbano vive uma onda de protestos desde o dia 17 de outubro após anúncio do governo de aumentos de impostos sobre o tabaco e chamadas de internet.

    Os manifestantes exigiam a renúncia do premiê Hariri, além de reformas políticas no país. Além dos protestos de rua há bloqueios em estradas e rodovias em todo o país. Bancos, escolas e universidades estão paralisados.

    Já havia uma expectativa de que o premiê entregaria o cargo nesta terça-feira (29), e o próprio Hariri anunciou sua renúncia no Twitter.

    Eu me volto ao Palácio de Baabda para apresentar minha renúncia do governo em resposta aos muitos libaneses que foram às ruas.

    Antes da postagem o premiê discursou ao vivo na televisão e afirmou ter chegado a um "beco sem saída" e que por isso iria à residência presidencial - o Palácio de Baabda - para apresentar sua renúncia.

    Após o início das manifestações no Líbano, o governo chegou a tentar implementar medidas para responder aos anseios da população. Entre as medidas propostas por Hariri estavam a retirada do aumento de impostos, e um plano econômico de 17 pontos, incluindo cortes de salários de ministros e parlamentares, além de "devolver fundos desviados".

    As medidas anunciadas não foram suficientes e os manifestantes continuaram nas ruas mantendo o foco da crítica ao governo.

    Mais:

    Cerca de 1.600 refugiados sírios voltam para casa a partir do Líbano e da Jordânia
    Manifestantes tomam ruas de Beirute em protesto contra governo libanês (VÍDEO)
    Líbano anuncia plano para acalmar manifestações
    Protestos paralisam bancos no Líbano há 12 dias
    Tags:
    Saad Hariri, Líbano
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar