14:30 19 Novembro 2019
Ouvir Rádio
    Líder do Daesh, Abu Bakr al-Baghdadi, em 29 de abril de 2019

    Pentágono: provas do ataque ao líder do Daesh e sua morte continuam confidenciais

    © REUTERS / Grupo do Estado Islâmico/Al Furqan Media Network/
    Oriente Médio e África
    URL curta
    814
    Nos siga no

    O Pentágono informou que os EUA se livraram do corpo do líder terrorista Abu Bakr al-Baghdadi pouco depois da confirmação de sua identidade, acrescentando que todas as provas do ataque e do seu sepultamento no mar permanecem classificadas.

    Após a operação das forças especiais dos EUA no noroeste da Síria, na qual Washington afirma que o líder do Daesh (grupo terrorista proibido na Rússia e em outros países) foi eliminado, o corpo mutilado foi imediatamente levado "para uma instalação segura para confirmar sua identidade por meio de testes forenses de DNA", disse o general do Exército dos EUA Mike Milley em coletiva de imprensa.

    "A eliminação dos seus restos mortais foi feita e está completa e foi tratada de forma adequada […] Não estamos preparados, no momento, para liberar [as provas]", informa o Pentágono.

    De acordo com o general, embora o ataque e os subsequentes processos de identificação e "eliminação" do corpo tenham sido documentados em numerosas fotografias e vídeos, ainda não passaram por um "processo de desclassificação".

    Evidências concretas

    O chefe do grupo terrorista do Estado Islâmico foi alegadamente sepultado no mar de acordo com a tradição islâmica, assim como o ex-líder da Al-Qaeda, Osama bin Laden.

    A equipe de monitoramento da ONU sobre grupos terroristas disse anteriormente que o anúncio dos EUA sobre a morte de al-Baghdadi parecia "confiante", mas que o caso ainda não foi confirmado com evidências concretas.

    O Ministério da Defesa da Rússia questionou pelo menos parte da história, observando que, apesar das afirmações do presidente norte-americano Donald Trump, Moscou nunca abriu o espaço aéreo sírio sob seu controle para jatos americanos, e não registrou nenhum ataque aéreo da coalizão dos EUA na área.

    Mais:

    Forças sírias informam que 'braço direito' do Daesh teria sido eliminado após líder al-Baghdadi
    Assassinato de líder do Daesh pode alimentar outro ciclo de violência, alerta especialista
    Ministério da Defesa da Rússia não confirma informação dos EUA sobre morte de Abu Bakr al-Baghdadi
    Tags:
    Pentágono, Estado Islâmico, Abu Bakr al-Baghdadi, Daesh
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar