14:54 19 Novembro 2019
Ouvir Rádio
    Forças de segurança do Iraque usam gás lacrimogêneo para dispersar manifestantes durante protestos em Bagdá em 25 de outubro de 2019

    Governo do Iraque promete usar 'todas as medidas necessárias' contra manifestantes

    © REUTERS / THAIER AL-SUDANI
    Oriente Médio e África
    URL curta
    223
    Nos siga no

    O primeiro-ministro do Iraque, Adel Abdul Mahdi, ordenou a alocação de um serviço contraterrorista de elite em Bagdá neste sábado para conter os intensos protestos contra o seu governo, disseram fontes militares.

    De acordo com fontes citadas pela Reuters, o premiê teria recomendado ao chefe da missão usar "todas as medidas necessárias" para acabar com as manifestações, que já levaram à morte de dezenas de pessoas nos últimos dois dias.

    Também neste sábado, agentes antiterroristas instalados em Nassíria, próxima ao sul do rio Eufrates, interromperam os atos contra o governo na cidade espancando e prendendo dezenas de manifestantes, ainda segundo membros das forças de segurança ouvidos pela agência de notícias. 

    ​Os protestos no Iraque começaram em 1º de outubro e foram suspensos em meados do mês, mas retomados na última sexta-feira. Segundo monitores dos direitos humanos, ao menos 63 pessoas foram mortas em todo o país entre ontem e hoje.

    Entre as pautas levantadas pela população revoltada, estão demandas por serviços públicos de melhor qualidade, fim da corrupção e mais oportunidades de emprego.

    Mais:

    Sob protestos sangrentos, premiê do Iraque aceita mudar governo
    Bloqueada para impedir protestos, Internet começa a voltar no Iraque
    Governador de Bagdá renuncia em meio a protestos contra o governo no Iraque
    Comboio de militares dos EUA volta do Iraque à Síria, informa mídia estatal
    Tags:
    Reuters, contraterrorismo, governo, Bagdá, manifestações, protestos, Iraque
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar