22:58 20 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    223
    Nos siga no

    O primeiro-ministro do Iraque, Adel Abdul Mahdi, ordenou a alocação de um serviço contraterrorista de elite em Bagdá neste sábado para conter os intensos protestos contra o seu governo, disseram fontes militares.

    De acordo com fontes citadas pela Reuters, o premiê teria recomendado ao chefe da missão usar "todas as medidas necessárias" para acabar com as manifestações, que já levaram à morte de dezenas de pessoas nos últimos dois dias.

    Também neste sábado, agentes antiterroristas instalados em Nassíria, próxima ao sul do rio Eufrates, interromperam os atos contra o governo na cidade espancando e prendendo dezenas de manifestantes, ainda segundo membros das forças de segurança ouvidos pela agência de notícias. 

    ​Os protestos no Iraque começaram em 1º de outubro e foram suspensos em meados do mês, mas retomados na última sexta-feira. Segundo monitores dos direitos humanos, ao menos 63 pessoas foram mortas em todo o país entre ontem e hoje.

    Entre as pautas levantadas pela população revoltada, estão demandas por serviços públicos de melhor qualidade, fim da corrupção e mais oportunidades de emprego.

    Mais:

    Sob protestos sangrentos, premiê do Iraque aceita mudar governo
    Bloqueada para impedir protestos, Internet começa a voltar no Iraque
    Governador de Bagdá renuncia em meio a protestos contra o governo no Iraque
    Comboio de militares dos EUA volta do Iraque à Síria, informa mídia estatal
    Tags:
    Reuters, contraterrorismo, governo, Bagdá, manifestações, protestos, Iraque
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar