08:08 12 Novembro 2019
Ouvir Rádio
    Manifestantes contra o governo no Iraque ateiam fogo em objetos para fechar via em Bagdá no dia 5 de outubro de 2019.

    Relatos: 63 morreram durante dois dias de protestos no Iraque

    © AP Photo / Hadi Mizban
    Oriente Médio e África
    URL curta
    0 02
    Nos siga no

    Organizações de direitos humanos no Iraque relataram 63 mortes durante dois dias de protestos contra o governo no país.

    Manifestantes iraquianos foram às ruas de Bagdá para protestar contra o governo do país. Além de Bagdá, protestos semelhantes foram registrados também nas ruas da cidade de Nassíria, localizada próxima ao sul do rio Eufrates.

    "O número de mortos chegou a 63", diz um comunicado da Alta Comissão Iraquiana de Direitos Humanos à disposição do Sputnik, que também registra 2.595 feridos.

    Protestos pela falta de serviços básicos, desemprego e corrupção estouraram em Bagdá no dia 1 de outubro.

    Em 6 de outubro, o governo de Adel Abdul Mahdi lançou o primeiro pacote de medidas econômicas para mitigar o desconforto da população, incluindo a concessão de moradia, subsídios e assistência social para famílias de baixa renda, além de programas de treinamento profissional e criação de empregos.

    Na semana passada, o Conselho Judiciário Supremo do Iraque decidiu criar um tribunal criminal que tratará dos maiores casos de corrupção.

    Tags:
    protestos, Bagdá, Iraque
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar